Primeiro dia de Geek & Game Rio Festival movimentou o RioCentro com todas as tribos

A segunda edição do Geek & Game Rio Festival abriu as portas nesta sexta-feira, 20, às 11h, no Riocentro. Personagens queridinhos da TV e dos quadrinhos ganharam o pavilhão do evento e coloriram todo o espaço com suas melhores produções e muita animação. Do Homem Aranha ao Chaves, incluindo muitas inspirações nos mangás, games, séries, entre outros. Os cosplayers vêm com força máxima e ainda participam de um concurso, dividido em categorias. O Grand Cosplay Awards está marcado para o domingo, enquanto amanhã as crianças ganham o destaque.

Junto a estes personagens, áreas como o Just Dance não deixaram ninguém parado. O famoso jogo eletrônico, desenvolvido pela Ubisoft, confirma o sucesso entre a garotada que formou longas filas para ter dois minutos de fama, ao subir no palco e mostrar toda a habilidade e ginga para copiar as coreografias de um dançarino virtual.

O evento oferece ao público mais de 10 áreas com atividades para crianças, jovens e adultos. E se o objetivo é introduzir a criança desde pequena neste universo nerd, aqui é o local perfeito. No espaço Little Heroes, a partir de três anos elas participam de oficinas como Criação de Games, onde os instrutores estimulam os pequenos a criar jogos; RPG para iniciantes, na qual a dupla formada por Cris Siqueira e Panda Mendes, fundadores do blog Coxinha Nerd, destacam elementos conceituais voltados à construção de personagens; além de Escultura Geek, com criações realizadas com o uso de massinha; e Cosmaker, onde os pequenos se vestem de personagens clássicos, como Mulher Maravilha e Super Man, além de ícones que estão ganhando cada dia mais o universo infantil, como o Unicórnio.

IMG_5935

Outra boa opção para quem visita a feira é o GGRF LAB, um laboratório com workshops sobre games, audiovisual, quadrinhos, literatura, mídias digitais e atividades para os visitantes aprenderem com quem mais entende deste assunto, os influenciadores.

A jornalista Ana Luíza Vasconcelos, de 23 anos, participou do workshop de Roteiros e Personagens e pontuou que “a atividade agrega informações relevantes que nos possibilitam perceber se estamos no caminho certo para a criação de um canal nas redes sociais”. Já para Felipe Bezerra, de 20 anos, “o workshop traz uma visão profissional sobre como trabalhar roteiro, cena, fotografia e HQs para as mídias digitais”.

Caminhando pelas áreas do Geek & Game Rio Festival, foi possível assistir as partidas de Games no Game Stadium. Entre os destaques, está o campeonato feminino brasileiro de Rainbow 6, o primeiro do país, que por sinal, vão continuar acontecendo todos os dias a partir das 18h. A final está marcada para o domingo, ao vivo. No Artist Alley, quadrinistas, ilustradores e escritores desenvolvem seus trabalhos em meio aos visitantes, que podem adquirir os produtos. Tem ainda a área Arkadium, com jogos em consoles e computadores. D20, com jogos de tabuleiro. Sim, o retrô também faz parte do evento e com força total.

Há também o Geek Station, o ponto de encontro onde grandes ídolos marcam presença com palestras, debates e bate-papos intimistas com o público. O grande destaque deste primeiro dia nesta área foi, sem dúvida, o painel “Tinha que ser o Chaves”, mediado por Cid Cidoso, do portal Não Salvo. Édgar Vivar e Ana de la Macorra, respectivamente Seu Barriga e Paty, do famoso seriado mexicano Chaves, bateram um papo descontraído com Cid e contaram detalhes e curiosidades das gravações. Uma delas é que o Chaves não morava no barril, ele tinha um apartamento na vila, de número 8, uma alusão ao canal no qual o seriado era transmitido. Outro detalhe contado pelo ator foi que, durante toda a duração do programa, o Seu Madruga pagou o aluguel apenas duas vezes. E, vejam só que curioso: a intérprete da personagem Paty não é atriz. Na verdade, Ana é psicóloga e fazia parte da equipe de produção do seriado.


Outro sucesso do palco foi o concurso de cosplay, com a participação de 25 concorrentes que vestiram seus personagens favoritos. O vencedor foi Rafael Rodrigues, cosplay de Doutor Estranho, curiosamente o último participante a se apresentar para os jurados. O palco Geek Station também contou com o espetáculo “Cantadas Enfadonhas”, de Muca Muriçoca, que agitou a plateia, além do painel de “Os melhores animes do mundo!”, com a participação de Casa do Kame, Mikannn e Haru e mediação de Affonso Solano, AuthenticGames e o show de Rodrigo Rossi.

Créditos para Glauber Paparazzi

A área de Meet & Greet foi um sucesso à parte. Com sessões lotadas, o espaço recebeu diversas personalidades que receberam o carinho de um público apaixonado. O youtuber de games, AuthenticGames que tem mais de 14 milhões de inscritos no canal, também curtiu sua participação no GGRF. “É muito legal poder ver as pessoas ao vivo, receber todo o carinho que a gente já recebe pelo canal. Quero voltar outras vezes”, comentou.

E, antes de ir para casa, uma rodada pelo evento pode render levar para casa o personagem favorito, seja em uma camiseta, nos livros de literatura fantástica e até em bonecos colecionáveis, de uma das lojas espalhadas pelo pavilhão 4 do Riocentro.

Prontos para o segundo dia de GRRF? Aproveita que rola até domingo!
APERTE O PLAY! <3

Comentários