Megaquarium – Análise – O sonho de todos os amantes da vida marinha

Um simular de aquário é a uma das últimas coisas que eu me imaginei me divertir jogando. Mas a Twice Circled conseguiu com Megaquarium.
O crador de Big Pharma, Tim Wicksteed, traz um “twist” aos simuladores de parques temáticos, ao acrescentar a vida aquática.
Você começa com apenas alguns tanques e peixes pequenos, chegando a ter polvos enormes mais adiante. O jogo te permite configurar tudo, desde o tamanho dos aquários e quais peixes ficarão neles até quantos funcionários vocês vai ter e qual a função específica de cada um deles.
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=FM2E4pT_I3M]
É preciso agradar os visitantes a todo tempo e cada um vai te fornecer informações úteis para a futura customização do seu estabelecimento. Alguns vão reclamar de peixes repetidos, outros vão fazer cara feia ao ver peixes morrerem (sim, isso também acontece se não houver cuidado) e juntando tudo isso e atendendo às exigências você terá um aquário lindo e muitos visitantes.
O modo história faz um trabalho impecável em ensinar ao jogador sobre todos os recursos do jogo, tornando o jogo amigável a qualquer um que o queira experimentar.
A arte do jogo é belíssima, sendo os animais o foco dos detalhes, enquanto o restante do cenário e os seres humanos carregam apenas o básico para serem identificados e diferenciados. Essa escolha torna o interior dos tanques o foco de qualquer pessoa que jogue ou assista a campanha de Megaquarium.
Megaquarium já está disponível na Steam e vem sendo atualizado constantemente com a promessa de novos recursos pro futuro.
Gráficos: 9/10
Gameplay: 10/10
Som: 7/10
Geral: 8/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *