Brasil Game Show 2018- Review- Resident Evil 2: Remake, Days Gone e Sekiro Shadows Die Twice

Nenhum comentário

O primeiro dia da Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina começou com a bola toda, com uma apresentação de praticamente todos os convidados dos próximos dias, foi um começo e tanto para maratona que está por vir.

O evento parece maior em tudo em relação ao ano passado, diversas lojas, cosplayers para todo lado e, claro, muitos, mas muitos jogos para testar, desde os que já estão nas lojas, como Spider-man, ou o nacional Horizon Chase Turbo, passando por títulos recém-lançados ou próximos de serem, como Assassins Creed Odyssey, ou Call of Duty Black Ops IV, até games que sairão ano que vem somente, os quais daremos um breve review do que foi mostrado durante as demostrações.

Days Gone: O título é um survival horror, desenvolvido pela Bend Studios e exclusivo do Playstation 4, lembra um pouco Last of Us, porém difere no número de inimigos. Eram dois mapas na demostração, no primeiro precisávamos encontrar um equipamento de moto, porém o local estava infestado, o companheiro do protagonista chama atenção dos zumbis, enquanto temos que procurar pelo item. Ao achar um pouco a frente, temos uma ideia da relação com os outros humanos não infectados no jogo, uma gangue pega o aliado que foi na frente e começa uma forte cena de tortura, cabe a nós salvá-lo, esse grupo de inimigos tem um estilo particular, com várias cicatrizes pelo corpo, parecendo ser um dos antagonistas principais de parte do game pelo menos. Logo após salvar o nosso colega, ele acaba bem machucado, ambos vão de moto até outro lugar não mostrado.

DaysGone

Após termos uma breve chance de ver o outro mapa, em cima de uma colina, com uma metralhadora, temos inúmeros inimigos, passa fácil da casa dos mil, juntos como uma horda, ao primeiro tiro eles veem junto numa velocidade absurda, não resta muito o que fazer do que correr e tentar diminuir o incrível número de zumbis na tela, eles não são resistentes, porém são tantos que parecem simplesmente não diminuir, sendo fácil chegarem até o personagem, rodearem e impedirem de se mexer, tendo uma morte certa. Infelizmente o tempo acabou, mas deu para ver que o jogo está muito bem feito, com belos gráficos, mesmo com a quantidade de personagens em tela. Não teve nenhuma falha grave, além de mostrar que ás vezes vários inimigos fracos são tão ou mais difíceis do que apenas um chefão super forte. Essa é a graça desse título e realmente promete para o inicio do ano que vem. Days Gone está previsto para o dia 22 de fevereiro de 2019.

Em Sekiro: Shadows Die Twice – Título desenvolvido pela FromSoftware e publicado pela Actvision com versões para Xbox One e Playstation 4.  O jogo segue o estilo da aclamada série Dark Souls, com dificuldade elevada e muitos game over, passado no Japão feudal. O game tem um pequena diferença com relação a saga Souls, como o próprio nome dá a entender, o personagem principal pode reviver uma vez, ao ser derrotado, sendo game over apenas após a segunda morte. Porém isso não faz ficar mais fácil, na realidade se o player reviver próximo ao inimigo é quase um hit-kill, gerando a tela de fim novamente.

sekiro-shadows-die-twice

No jogo começamos com alguns inimigos a frente, num cenário meio destruído, talvez por um período de guerras, não deu para entender muito da trama em si. Um diferencial legal é um gancho, ao qual o personagem lança num local mais distante e é impulsionado para lá, isso é muito útil para ser furtivo. Como o cenário disponível era grande e mesmo os vilões comuns são razoavelmente difíceis, abusei do recurso para chegar ao chefe de fase, não sem antes presenciar uma cobra albina gigante, que provavelmente será uma batalha épica mais para frente, mas o boss da demo era outro, não era tão grande, porém não significava que fosse fácil, o enfrentei umas cinco ou seis vezes, todas com derrota, quando estava me adaptando ao estilo dele e conseguindo boas esquivas, o tempo se encerrou, sem que eu o derrota-se. O game está fluído, com ótimas mecânicas e bons diferenciais, os gráficos estão muito bons, porém deu para entender muito pouco da história do jogo, bem como da época da história do Japão em que se passa, como também  a única cut-scene do título foi a entrada do vilão principal da demo, foi muito difícil ter ideia do que tínhamos em mãos na realidade, porém o gameplay agradou bastante. Sekiro: Shadows Die Twice tem previsão de lançamento em 22 de março de 2019.

Testamos Resident Evil 2: Remake, publicado e desenvolvido pela Capcom e com laçamento para Playstation 4, Xbox One e PCs. A versão testada foi a da Sony. Logo de início temos uma opção, demo com Leon S Kennedy ou Claire Redfield, exatamente como o jogo de 1998, porém sem mais ter a chata troca de discos. Escolhemos a da Claire, temos uma breve introdução e já começamos dentro da delegacia,  porém tudo começou sem termos de passar pelo caos da cidade de Raccon City,  os gráficos dão gosto de ver, o título era um dos únicos da série a não ter games em alta definição, isso ficou para trás, o estilo também evoluiu para estilos mais atuais, sem controles tanque velhos e antiquados ou mira ruim, tem uma mira simples e fácil de pegar, seguindo o estilo da maioria dos novos lançamentos da série, porém sem ser em primeira pessoa como Resident Evil 7.

RE2-Remake-key-art-custom-1

Na delegacia logo de cara pegamos alguns itens, exploramos um pouco, vimos a volta das máquinas de escrever para salvar e baús para guardar itens, podemos também fazer munições, já as ervas de cura tiveram uma leve mudança, sendo ainda mais facilmente identificadas, a demo não deu muito para pensar, andamos um pouco e rapidamente vemos a Sherry, uma garotinha muito importante na trama com a Claire, porém logo após, sem derrotar um único zumbi, vem o chefe, William Birkin, na sua versão transformada. O local era amplo, onde deu para o enfrentá-lo bem, após derrotá-lo, tem uma nova cena com a Sherry e por fim acaba. Esse é o título nostalgia da vez, Resident Evil 2 é tido por muitos o melhor de toda saga, porém somente agora temos ele refeito do zero, com uma merecida dose de carinho, os jogos antigos da saga ainda são muito bons, mas infelizmente não tem como não dizer que ficaram um pouco datados. Logo, ter esse game para gerações atuais é algo que dá gosto de ver. Resident Evil 2 tem lançamento previsto para 25 de janeiro de 2019.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.