Crítica: Wi-fi Ralph: Quebrando a internet.

Chegou a época de férias escolares, um momento em que crianças lotam shoppings, clubes, colônias de férias e lógico vão muito aos cinemas, focando nesse público e mesmo sendo o fim do período agora apenas em alguns países sempre temos muitas animações nos cinemas e longas focados nos pequenos.
Nessa leva de estreias chegou aos cinemas de todo o país a animação dos estúdios Disney Wi-fi Ralph: Quebrando a internet, continuação do excelente Detona Ralph de 2013. O primeiro filme conta a história de Ralph que era um vilão de um jogo de vídeo-game antigo, criado para o longa, cansado de ser sempre o inimigo da história, sai de seu próprio game para mudar isso, ajudando a Vanellope a vencer o Corrida Doce, um outro título do arcade em que eles vivem, assim virando um herói pela primeira vez e tendo sua tão sonhada amizade.

Wi-fi Ralph começa com a chegada de uma rede wi-fi para conectar a internet no arcade onde todos os jogos estão,  Vanellope e Ralph continuam bem próximos, o dia todo juntos, ele feliz por tudo continuar igual e por ter sempre sua amiga perto, já ela, porém, se diz triste, por já conhecer bem as três únicas pistas de seu jogo e não achar ganhar a corrida mais tão interessante.
Devido a alguns acontecimentos o volante do jogo de Vanellope acaba quebrando, existindo apenas mais um no Ebay, porém muito caro para o dono do arcade, que iria enviar o game Corrida Doce para reciclagem, ao saber disso Vanellope e Ralph entram na internet para achar o volante no Ebay e salvar o jogo.
O filme ainda trata de assuntos sérios como a dependência e carência das pessoas por um amigo, namorado(a) etc. Quando se precisa tanto da outra pessoa que ela se transforma ainda mais importante do que você mesmo, onde qualquer mudança gera algo extremamente destrutivo. Ainda que de forma simples, é algo interessante de ver num longa com foco no público infantil.wifiralph_1
O mais legal do primeiro filme da franquia, que talvez até os mais velhos se divertissem mais foi ver as referências de games reais no longa, personagens como Pac-Man, Zangief, Ken, Ryu e Bison de Street Fighter, Sonic, Bowser, além de muitos outros. Era extremamente divertido procurar referências enquanto estava assistindo. Na sequência volta com ainda mais franquias, como House of the Dead, Virtua Cop, Fortnite entre outras. Tudo muda, porém, assim que eles entram na internet. Nesse momento o mais legal é ver as referências a empresas e personagens de praticamente tudo de cultura nerd, Google, YouTube, Amazon, Ebay, Instagram e muitas outras estão lá. Aparecem também todas as princesas da Disney,  já que Vanellope também é uma, além saga de Star Wars, personagens de Toy Story e Marvel, praticamente tudo o que a Disney possuí em suas gigantescas asas tem uma aparição, existe ainda um game muito importante no longa, que é uma clara referência a saga GTA da Rockstar.wifi-ralph-2-800x400
A história é um pouco batida, porém agrada muito, crianças darão risadas e os pais se divertirão com as referências. Logo toda família vai passar um bom tempo, além dos pais poderem comentar com seus filhos o que viverão em suas infâncias e por que não retirar aquele console velho do armário e jogarem juntos? Quem for mais velho e assistir pelas referências também não se decepcionará.
A trilha sonora é boa, apesar de não ter nenhuma música marcante, não compromete em nenhum momento e dá a tensão certa para o filme,   a escolha da youtuber Luísa Sonza para compor a trilha, pode ser duvidosa para alguns, porém ela é afinada e canta bem e tem o mesmo público-alvo do filme.wifi-ralph-sonic_capa-770x500
A dublagem está muito boa, mesmo com a também youtuber e ex-VJ da MTV Marimoon no papel da Vanellope, a artista surpreende entregando uma dublagem fora de série. Em nenhum momento me senti incomodado por ter assistido filme dublado no nosso idioma, algo muito comum comigo em animações.
O filme tem tiradas fantásticas, por isso mesmo esperem até o termino total dos créditos, o longa tem duas cenas, uma durante o mesmo fenomenal e um extra assim que eles terminam. Vale muito a pena perder uns minutinhos para assisti-las.
Nota 8,5
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *