Guia: Finais da 9ª temporada da Rainbow Six Pro League

Nos dias 18 e 19 de maio teremos as finais da 9ª temporada da Rainbow Six Pro League, que serão disputadas no Palazzo del Ghiaccio, em Milão, na Itália. O campeonato conta com uma premiação de US$75 mil (R$307 mil) para o campeão e uma premiação total de US$167 mil (R$684,5 mil). Fique por dentro de todas as informações do evento no nosso guia completo.

Leia mais:


Equipes classificadas

  • LATAM: FaZe Clan e Immortals
  • EU: Team Empire e LeStream Esport
  • NA: Evil Geniuses e DarkZero Esports
  • APAC: Fnatic e Nora Rengo

DarkZero Esports

Mint, Hotancold, Jarvis, Nyx, BC, BKN (Coach) 

A DarkZero ficou em 2° lugar na Pro League NA com oito vitórias, dois empates e três derrotas em 13 partidas, conquistando os mesmos 26 pontos que a EG (primeira colocada), mas ficando atrás pelo saldo de rounds. O melhor mapa da Rogue foi Oregon, com três vitorias e um empate, enquanto o pior foi Casa de Campo, onde tiveram um empate e uma derrota. Eles jogou pelo menos uma vez cada um dos sete mapas disponíveis na rotação do competitivo durante essa temporada.

A equipe tem sido bem equilibrada, mas devemos destacar os jogadores Mint, que ficou com um rating de 1.14 durante toda a PL, e BC, que passou de Coach para jogador e encaixou muito bem, voltando a ter o bom desempenho de antigamente.

O último jogo da Darkzero antes do confronto contra a Empire (sua primeira adversária nas finais da PL) foi contra a Rise Nation pela última rodada da Pro League norte-americana, onde a Dark saiu com a vitória por 7-5. Desde lá, a equipe vem se preparando para este confronto e já está a quase um mês sem jogos oficiais.


Team Empire

ShepparD, JoyStiCK, karzheka, Schyter, Dan, RayzerGM (Coach) 

A Empire ficou em 1° lugar da Pro League EU. Em 14 partidas, a equipe venceu 10 e empatou e perdeu outras outras duas vezes, assim conquistando 32 pontos no final da fase regular. A equipe tem como seu melhor mapa o Consulado, onde fizeram quatro jogos com quatro vitórias. O único mapa que a Empire não jogou ao longo da fase de pontos foi Mansão.

Todos os jogadores são muito sólidos e extremamente equilibrados, mas podemos destacar JoyStick, o entry fragger, como o jogador responsável por buscar as primeiras eliminações do round. Ele realizou 138 eliminações ao longo da Pro League Europa, sendo 35 delas open kills (a primeira eliminação no mapa).

A equipe europeia chega como umas das favoritas ao título, mas ao mesmo tempo é uma incógnita na competição, já que Dan chega para substituir Shockwave, que deixou o time no final da temporada. Mesmo com a mudança, a equipe seguiu com bons resultados, tendo três vitórias seguidas em jogos pela Russian Major League.


Evil Geniuses

Canadian, Necrox, nvK, Yung, Geoometrics, Gotcha (Coach) 

A Evil Geniuses foi a primeira colocada da Pro League NA com 26 pontos, ficando à frente da DarkZero apenas no saldo de rounds. Nos 13 confrontos disputados o mapa no qual a EG se saiu melhor foi o Litoral, onde a equipe conquistou três vitórias e sofreu apenas uma derrota. O time não jogou nenhuma vez o mapa Banco durante a fase regular da Pro League.

O destaque da equipe é o mexicano Geoo, que realizou 110 eliminações em 124 rounds. Ele é o jogador que mais matou pela EG, sendo também o que jogou menos rounds pela equipe.

Apesar da primeira colocação e da classificação antecipada, a EG tem deixado a desejar nos últimos jogos. Em cinco partidas, a equipe norte-americana ganhou e empatou apenas duas e perdeu uma. A Evil Geniuses deixou de conquistar pontos contra equipes da parte de baixo da tabela como a Rise Nation, que acabou rebaixada, e Excelerate Gaming, que escapou do rebaixamento graças à vitória sobre a própria EG.


FaZe Clan

Astro, cameram4n, Mav, Yoona, ion, Twister (Coach) 

A FaZe Clan chegou nas finais da PL após garantir a 1ª colocação na Pro League latino-americana. Em 14 jogos foram 10 vitorias e apenas quatro derrotas, fechando a fase regular com 30 pontos na tabela. Os melhores mapas da FaZe foram Mansão, com três vitórias, e Banco, com 2 vitorias. O único mapa que a equipe não jogou foi Litoral. 

O destaque da equipe é Astro, que conseguiu 133 abates e morreu apenas 90 vezes em 132 rounds jogados. Entretanto, também podemos citar o “recém-chegado” ion, que entrou na equipe após o Six Invitational, em troca com a Black Dragons, que ficou com o HSnamuringa. O novato chegou chegando e realizou 108 kills durante a fase de pontos da PL.

A FaZe chega como uma das favoritas ao título por ter feito um segundo turno da Pro League impecável, mas os dois últimos jogos da equipe trouxeram algumas dúvidas aos torcedores. A equipe perdeu para a Team oNe na semifinal do qualificatório para o Minor em Vegas e fechou a última rodada do BR6 2019 com derrota para a NiP.


Fnatic

Magnet, Lusty, RizRaz, Acez, Virtue, Dizzle (Coach) 

A Fnatic chega invicta para disputar as finais na Itália. Foram 15 jogos disputados entre a fase da Pro League ANZ e a APAC Finals e a equipe do técnico Dizzle saiu com 10 vitórias e cinco empates. Os mapas mais jogados pelos australianos foram Litoral e Consulado (seis vezes cada). No primeiro, o saldo foi de quatro vitórias e dois empates, enquanto no segundo, cinco vitórias e um empate. O único mapa que a Fnatic perdeu foi Oregon, contra a Aerowolf pelas semifinais da APAC Finals.

O maior destaque da equipe tem sido Virtue, que matou 181 e morreu apenas 120 vezes durante toda a temporada. A Fnatic enfrentará a Nora Rengo nas quartas de finais da Pro League, assim repetindo o confronto da APAC Finals. A equipe australiana chega como favorita no confronto entre as representantes da APAC.


Immortals

Cyb3r“, Novys, Bullet1, MKing, pX 

A Immortals ficou em segundo na Pro League LATAM, mas a equipe se manteve invicta na competição até a última rodada, onde perdeu exatamente para a FaZe Clan, primeira colocada. Foram 14 jogos, com sete vitorias, seis empates e apenas uma derrota. O mapa mais jogado pela IMT foi Casa de Campo, onde a equipe obteve um saldo de quatro empates e um vitória. Os brasileiros não jogaram Oregon e Banco durante a fase regular da Pro League.

O destaque da equipe tem sido o Novys, que terminou a fase regular com um rating de 1.19 e matou 143 adversários em 151 rounds; dos abates, 33 foram open kills.

Uma curiosidade é que a Immortals é a única equipe classificada para as finais da PL que não conta com um Coach em sua formação. Os jogadores contam apenas com o apoio do Mohamad, Manager da equipe. O responsável por boa parte das táticas da equipe é o Novys, capitão do time.


LeStream Esport 

UUNO, Hicks, risze, Alphama, Aceez, Crapelle (Coach) 

A LeStream ficou com a 2ª colocação da PL EU com 29 pontos conquistados em 14 jogos. Das 9 vitorias conquistadas pela LSE, duas foram no Banco e outras duas no Casa de Campo, que são os mapas mais fortes da equipe francesa. Surpreendentemente, o time francês não jogou nenhuma vez no mapa Oregon, que é um dos mais jogados no cenário competitivo.

O destaque da equipe é Accez, segundo jogador que mais matou em toda fase regular da PL Europa, fechando o torneio com 140 abates, sete a menos que Kanto, da G2, com 147 eliminações.

A LSE vem de um grande desempenho nos qualificatórios para o Minor em Las Vegas. Os franceses garantiram a vaga na competição perdendo apenas um mapa, justamente na grande final, contra a AVANGAR, onde saiu vitoriosa por 2-1.


Nora Rengo

Merieux, Papilia, ReyCyil, Ramu, YoshiNNGO, Kizoku (Coach) 

Último time da lista, a Nora Rengo chega às finais da Pro League Season 9 após perder para a Fnatic nas finais da APAC. Mesmo assim, a equipe japonesa teve um bom desempenho durante toda a temporada, a qual terminou com 10 vitórias, dois empates e três derrotas (somando PL Japan e APAC Finals). O melhor mapa da NR é Banco (três jogos e três vitórias), mas o mais jogado por eles foi Fronteira, onde tiverem três vitorias e duas derrotas ao longo das competições. Durante toda a temporada, a equipe não jogou Casa de Campo nenhuma vez.

Após a aposentadoria de Wokka, o destaque da equipe tem sido Ramu, que terminou a primeira temporada com um K/D de 166/116.

Após a APAC Finals, a Nora Rengo decidiu fazer uma mudança em sua formação, com JJ deixando a equipe mais uma vez e abrindo espaço para YoshiNNGO, que jogou a PL japonesa pela Sengoku Gaming, onde era o destaque e fechou a temporada com 134 abates e 84 mortes. Com a entrada do novo jogador, a Nora espera surpreender a Fnatic para repetir o resultado das finais da APAC.


Cronograma das finais da Pro League Season 9 – Formato: MD3

Sábado (18/05)

Quartas de final
8h – Fnatic x Nora Rengo
11h – Empire x DarkZero
14h – FaZe x LeStream
17h – Immortals x Evil Geniuses

Domingo (19/05)

Semifinais
9h30 – ?????
12h30 – ?????

Final
16h20 – ?????


Acompanhe a competição ao vivo

Todos os jogos serão transmitidos em português no canal Rainbow6BR na Twitch. 

A cobertura completa das finais da Rainbow Six Pro League Season 9 você acompanha aqui no Multiverso+

Comentários