Nova emenda para proibir jogos violentos é proposta por senador

Segunda passa (3), o senador Eduardo Girão propôs uma emenda ao PLS 383/2017 que impediria dar status de e-sports a games violentos no Brasil. “Jogo eletrônico que faça apologia à violência não é e nunca será esporte”, disse o senador. O projeto, de autoria do senador Roberto Rocha (PSDB-MA), visa a regulamentação do esporte eletrônico no país, se encontra atualmente na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal. A emenda ainda não foi avaliada pela mesa.

A emenda adicionaria um parágrafo ao Artigo 1º do PL – “A prática da atividade esportiva eletrônica obedecerá ao disposto nesta Lei”. “Não se considera esporte eletrônico a modalidade que se utilize de jogo com conteúdo violento, de cunho sexual, que propague mensagem de ódio, preconceito ou discriminação ou que faça apologia ao uso de drogas.”

Além de regulamentar os e-sports no Brasil, o PLS em questão quer que o dia 27 de junho seja estabelecido como o Dia do Esporte Eletrônico, data da fundação da empresa de videogames Atari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *