Príncipe Dragão: 3° Temporada – Crítica

E temos mais uma temporada! Nesse mês de novembro chegou a terceira temporada de Príncipe Dragão na Netflix! Continuando a aventura de Callum, Rayla e Ezran, chegamos à um momento de grande perigo, ação e emoção na estória desses heróis.

Legal! Mais uma temporada! Mas o que aconteceu até aqui mesmo?

Se você se esqueceu de algo, calma que eu farei um pequeno resumo do que aconteceu até aqui:

A estória começa com o conflito entre humanidade e seres mágicos. A humanidade por ser incapaz de fazer magia naturalmente, cria um método no qual se usa a força vital de outros seres para o uso de magia. Esse método enfurece os povos mágicos, que a consideram uma heresia, e isso desencadeia uma guerra entre os dois lados.

Centenas de anos depois, a humanidade consegue um feito inimaginável: eles matam o Rei Dragão (que comanda os seres mágicos) e “destroem” seu ovo. Mas durante uma missão de vingança dos elfos contra os humanos, descobrem que na verdade os humanos roubaram o ovo. E é ai que a aventura de Callum, Rayla e Ezran começa, com nossos protagonistas assumindo a tarefa de levar o ovo para sua mãe, e assim tentar trazer paz entre os povos.

Agora lembrei! Vlw! E como está essa temporada?

Essa temporada está ótima!

Em relação as outras duas temporadas anteriores, a terceira temporada traz um foco maior nas questões que envolvem o conflito entre os povos. E isso criou um enredo muito bom!

Agora não apenas vemos o desenvolvimento dos personagens que já conhecemos e gostamos, mas também como eles lidam com toda essa situação que eles estão envolvidos desde o nascimento. Especialmente o Ezran está muito mais envolvido na trama que leva essa temporada do que o Callum e a Rayla, que estão envolvidos com outras partes chaves da trama, mas que no final da temporada protagonizam uma das melhores cenas da série.

Maneiro! Mas eu lembro que nas outras críticas você batia muito no ponto da animação. Como está agora?

Muito bem lembrado, caro leitor.

Bem, a animação dessa temporada foi a mais fluída e bem feita das temporadas até agora. Na temporada anterior eu já tinha elogiado a produção por ter ouvido os fãs e terem dado mais atenção à animação, mas nessa temporada eles não apenas continuaram o trabalho, mas como melhoram muito ele.

Então, como fica a nota?

Fica muito boa!

Como eu tinha apontado nas outras duas críticas, a série carecia um pouco de criatividade nas cenas de luta, o que nessa temporada não acontece. As lutas estão boas e se encaixam muito bem no roteiro. E quanto ao roteiro, nessa temporada mais que nas anteriores, ele aborda temas muito relevantes hoje em dia de uma maneira séria, mas que não descaracteriza o teor infantil que a série tem. Para mim esse foi o maior acerto da temporada.

Além disso, o desenvolvimento da estória continua no mesmo ritmo (que para mim já se tornou uma característica da série), mas dessa vez não temos a sensação de “Ué? Já acabou?”. Quando chega no final da temporada, é satisfatório e abre portas para nos perguntarmos “O que que vem agora!?”.

Por causa desse conjunto de acertos e melhorias, a terceira temporada de Príncipe Dragão aumenta a nota da série para 8,5/10 na escala Multiverso+ de qualidade.

E você? O que achou da 3° temporada de Príncipe Dragão? Escreva nos comentários sua opinião e siga o Multiverso+ nas redes sociais.

Comentários