Será que o COVID 19 vai ajudar a Netflix a crescer?

Bem caros leitores e leitoras, estamos vivendo um tempo complicado. Com a Organização Mundial de Saúde decretando que o caso do Coronavírus, nomeado de COVID 19, é agora considerado uma pandemia, ou seja, a doença está mundialmente espalhanda, a maior recomendação que as autoridades estão passando é: evite multidões, fiquem mais em casa. Mas não é porque não podemos sair que não iremos nos divertir, não é mesmo? Com uma grande diversidade de entretenimento caseiro e com muitas opções de serviços de streaming não tem porque essa crise ser tão entediante. Mas será que essa crise pode vir a ajudar os serviços de streaming, principalmente  a Netflix?

Mas porque ajudaria principalmente a Netflix? Não tem outros serviços também? E também não tem os jogos?

Muito bem observado caro leitor(a). A nossa pergunta pode ser usada para outros exemplos também, mas não com a mesma proporção.

E porque não? Porque em relação à outros serviços de streaming, a Netflix é ainda a líder no mercado, e também é a que tem atualmente a maior capacidade de criação de conteúdos fora dos EUA. Por exemplo: a Disney Plus teve que paralisar a produção das principais obras que motivariam novos assinantes, como Soldado Invernal e Falcão, Wandavision, e Loki. Sim, a Netflix também teve que fazer essa paralisação com suas produções, mas já a alguns anos eles são capazes e fazem produções locais fora do eixo EUA – Europa, como a série brasileira 3%. Por isso é mais seguro afirmar que, provavelmente, a Netflix vai sentir menos os efeitos dessa pandemia do que seus concorrentes, principalmente em relação ao seu cronograma de lançamentos.

E bem, em relação aos jogos temos que lembrar que a quantidade de pessoas que tem condições e interesse de ter um PC game e/ou consoles não é igual ao de pessoas que podem e querem ter um serviço de streaming de filmes e séries. Afinal ver um filme é um entretenimento mais “comum” e que tem mais pessoas que gostem de fazer do que jogar jogos. (Bem, pelos menos ainda é…)

Entendo… Bem, mas então o COVID 19 vai ajudar a Netflix ou não?

Essa é uma pergunta difícil de precisar.

Dois sites, sendo que um também é uma revista, famosos fizeram uma análise dessa pergunta: a Forbes e a C|net. (⚠️As matérias estão em inglês⚠️)

Ambos são muito bem conceituados, e foi através da análise deles que eu trago informações à vocês.

Uma coisa que ambas essas fontes concordam, e eu também, é que essa pandemia será no máximo de baixo risco. Essa análise se deve muito porque, apesar de a Netflix possuir uma capacidade maior de produção de conteúdo mundo a fora, a diversidade em si de serviços pode gerar um interesse maior nos concorrentes, afinal A Netflix é o serviço mais conhecido, o que trás para seus concorrentes um teor de “coisa nova”.

E, afirmar que porque as pessoas passarão mais tempo em casa não é uma garantia de que as pessoas irão gastar dinheiro em mais ou novos entretenimentos. Afinal, o COVID 19 não está apenas afetando o convívio das pessoas, mas também o abastecimento de alguns serviços básicos nos países afetados, e alguns produtos serão muito mais prioritários, como máscaras (apenas para as pessoas já infectadas), e álcool em gel e outros desinfetantes para barrar a propagação.

E o que você acha?

Bem, para nós brasileiros, tem fatores nossos que temos que levar em consideração:

A capacidade aquisitiva não é a mesma dos estadunidenses e dos povos europeus. A quantidade de pessoas que tem aparelhos em que possam usufruir desses serviços e que podem arcar com mais um gasto aqui (mesmo que temporário) é muito menor do que lá, e, durante uma pandemia há uma nova necessidade de gastos com remédio e utensílios que previnam a contaminação e a propagação do vírus, o que pode levar muitas pessoas a ter que abrir mão de parte do gasto com entretenimento para ter como comprar coisas mais necessárias.

E olha que apesar da situação econômica do Brasil não ser boa, há muitos outros países em uma situação pior que a nossa. Isso faz então a perspectiva de crescimento da Netflix variar muito de país para país.

Por isso se for para especular, acho que talvez a Netflix tenha sim um leve crescimento nas suas ações, mas provavelmente não seja nada anormal para afirmar que o COVID 19 tenha ajudado. E caso a pandemia se torne mais séria do que já é, então pode ser que ocorre o cancelamento de assinaturas por causa de aumentos com gastos prioritários.

E você? O que acha que pode acontecer? Para mais notícias e matérias sobre o mundo do cinema e das séries siga o Multiverso+ nas redes sociais.

Os Novos Mutantes: Romance confirmado e refilmagens inexistentes

Tom Hanks e sua esposa são diagnosticados com coronavírus

Guardiões da Galáxia Vol.3: Vin Diesel afirma que Groot virá em nova versão

Comentários