CBLoL e Circuito Desafiante estão suspensos devido ao coronavírus

Em meio à crise mundial devido ao coronavírus (COVID-19), o cenário brasileiro de League of Legends vinha seguindo quase normalmente, apenas com medidas de higiene mais rigorosas conforme informamos em outra notícia aqui no Multiverso+. Porém, a recente evolução da situação fez com que a Riot Games anunciasse hoje (16) a suspensão temporária do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) e do Circuito Desafiante, a princípio por 15 dias.

A decisão está de acordo com as novas medidas e recomendações divulgadas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Ambos os torneios são gravados na capital paulista.

A Riot Games também optou pela suspensão das gravações do programa Depois do Nexus até o surgimento de novas informações sobre a epidemia.

Por que só parar agora?

Cacophonie, líder de Esports da Riot Games no Brasil, escreveu sobre o porquê da paralisação ocorrer só agora, após as demais ligas de LoL. Ele também mencionou alternativas que foram consideradas:

Até a sexta-feira 13/03/2020, estávamos em estado de observação da situação geral e, com base nas recomendações dos órgãos oficiais de saúde e nossa avaliação do cenário que se manifestava para o final de semana, optamos por manter as rodadas do CBLoL de 14/03 e 15/03, com diversas medidas preventivas durante nossa operação (verificação com todas as organizações de que os jogadores escalados não tinham nenhum dos sintomas associados ao COVID-19, higienização frequente de todos os equipamentos, modificação dos procedimentos de saudação e fair play dos times, diminuição da equipe presente nos estúdios).

No entanto, diante da evolução das recomendações, é nosso dever e prioridade zelar pela segurança e pela proteção de todos os nossos jogadores e staff de organizações, parceiros da imprensa, patrocinadores e equipe de operação Riot. Consideramos a possibilidade de operamos remotamente os torneios (jogos online, como o Circuito Desafiante hoje é realizado), mas ainda assim temos grupos de jogadores profissionais e equipes de operação da Riot trabalhando em conjunto, e preferimos adotar medidas mais cautelosas neste momento e avaliar flexibilizá-las no futuro, caso seja possível e responsável.”

Para o cenário brasileiro de LoL não parar por completo, a Riot Games está buscando maneiras de manter sua produção de conteúdo. Mas ela precisa ser feita de uma forma segura para todos os envolvidos. Obviamente que os formatos precisarão ser adaptados, mas a empresa se compromete a fazer o melhor possível para seguir entregando informação a seu público.

O que os times vão fazer?

Diversas organizações do cenário brasileiro de esportes eletrônicos optaram por seguir suas atividades apenas sob o formato de home office, como foi o caso por exemplo de Team oNe, Flamengo, Prodigy, INTZ, Falkol, paiN, que se pronunciaram sobre o assunto em suas redes sociais.

Vamos adaptar a logística para operar em sistema de home office, mas é a única alteração que vamos fazer. Todo o nosso cronograma de treinos vai seguir normalmente para continuarmos no ritmo para a volta do Circuito”, afirmou Loreviz, analista da Team oNe.

Vale lembrar que a suspensão do CBLoL, Circuito Desafiante e Depois do Neux tem duração inicial de 15 dias. Porém, sua manutenção ou revogação depende de uma possível melhora da situação atual do coronavírus.

Para ficar sempre por dentro de todas as novidades de jogos, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ também nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

PUBG: Update 6.3 está à caminho do PC e 6.2 chega aos consoles

Team Liquid é a campeã da 1ª etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF)

Dota 2: Valve cancela próximos torneios do DPC

Comentários