Top 10 melhores álbuns de música da vida…

… da Lays.

A equipe de editoria de música do Multiverso+ resolveu explanar um top 10 dos álbuns preferidos de cada um. Trabalho difícil quando se fala do assunto música, não?! Mas olha no que deu no primeiro ranking de um dos nossos:

10° Future Nostagia (Dua Lipa)

Acredito que aqui se encontra a verdadeira Dua Lipa. Com efeito conivente ao seu estilo de moda, o álbum lançado no final de março é totalmente retrô e me provoca muito uma nostalgia. É, Dua, você conseguiu. Destaco: Break My Heart / Physical / Don’t Start Now / Boys Will Be Boys.

9° I See You (The XX)

A banda tem um lugar especial no meu coração e esse álbum mais ainda. Ademais, o jeito que as faixas se casaram entre si me fazem querer que não acabe tão rápido. Salvo as vozes da Romy e do Oliver que são duas obras primas. Destaco: A Violent Noise / Replica / I dare You / Seasons Run.

8° Joanne (Lady Gaga)

O melhor álbum dela. Por quê? Por que aqui é uma outra versão que a gente não conhecia da Gaga: madura e íntima. O jeito que ela faz sobressair os vocais dos instrumentos, sem dúvidas, é diferente e, por isso, me pegou. Destaco: Diamond Heart / John Wayne / Perfect Illusion / Million Reasons / Hey Girl / Angel Down.

7° The Spring (Sleeping At Last)

Um álbum para além de somente ouvir principalmente pela presença do cuidado e delicadeza nos vocais e, ao mesmo tempo, nos instrumentais também que, de fato, me faz flutuar. Poderoso. Destaco: Todas.

6º 4:44 (Jay-Z)

Bom, dispensa apresentações. 13° álbum de estúdio e, certamente, o mais pessoal. Isso faz com que seja um dos melhores trabalhos de uns dos mais bem sucedidos e inteligentes rappers estadunidenses, financeiramente falando ou não. Destaco: The Story of O.J. / 4:44 / Family Feud / Bam/ Marcy Me / Legacy.

5° Everything is Love (The Carters)

Antes de mais nada, aqui é o resultado da soma de Lemonade e 4:44, portanto, muito poder, amadurecimento e conceito envolvido. Destaco: Summer / Apeshit / Nice / 713 / Black Effect.

4° Back To Black (Amy Winehouse)

Esse álbum é especial e sensível, um pedido de socorro também. Apesar dos meses seguintes do lançamento terem sido delicados, essa é uma das coisas que o tornam uma personificação da Amy. Destaco: Todas.

3° BEYONCÉ (Beyoncé)

O fato de ter sido lançado de surpresa e, assim, mudado a cena da indústria fonográfica foi um fator de grande peso para estar no meu top 3. Antes de tudo, é a Beyoncé né. Destaco: Pretty Hurts / Haunted / Drunk in Love / Partition / Rocket / Mine / XO / Flawless / 7/11.

2° Homecoming: The Live Album (Beyoncé)

O álbum mais chiclete de 2019. Não consigo passar um dia sequer sem pensar nesse show tão marcante e histórico. Destaco: Todas.

1° Lemonade (Beyoncé)

O divisor de águas da carreira da Queen B. É certo que a junção do áudio e do visual não é novidade mas com certeza é diferente de tudo que eu já vi. Aqui a maior parte é conceito, é um monumento, é também desabafo, crítica, debate. Com certeza muito orgulhosa da Beyoncé. Destaco: Absolutamente todas.

Veja mais:

“Slime & B”: Chris Brown e Young Thug lançam mixtape colaborativa; ouça

Migos lança nova música “Taco Tuesday”; ouça

Comentários