Yu-Gi-Oh! VRAINS na Pluto TV

Segundo a Business Wire a plataforma gratuita de streaming Pluto TV exibirá Yu-Gi-Oh! VRAINS.

Ou seja, aqueles que já não viam nada da franquia há um bom tempo tem motivo pra comemorar. VRAINS é o sexto anime spin-off derivado do mangá original de Kazuki Takahashi.

Yu-Gi-Oh VRAINS

Pluto TV

Em primeiro lugar, a plataforma está prevista para chegar no Brasil em dezembro deste ano, A PlutoTV adquiriu com exclusividade os direitos de exibição de Yu-Gi-Oh! VRAINS em diversos territórios, incluindo a América Latina. Os planos incluem lançar um canal exclusivo de Yu-Gi-Oh!, contudo ainda sem data agendada ainda.

Pluto TV é um serviço americano de televisão na internet de propriedade da Pluto Inc., uma subsidiária da ViacomCBS (proprietária da Paramount Pictures). Em resumo, é um serviço gratuito, contando com publicidade para se sustentar, oferecendo programas em “canais” com grade horária, como uma TV.

Yu-Gi-Oh! VRAINS

A série tem 120 episódios, produzido pelo estúdio Gallop de 2017 a 2019 e está, por enquanto, disponível na Crunchyroll, com legendas em português.

Em 2018, circularam informações sobre uma dublagem em português para o animê, realizada no estúdio Atma em São Paulo. A existência de uma versão brasileira foi confirmada em revistas de licenciamento, mas ainda não foi informado se esse áudio estará disponível na plataforma.

Na história do anime temos Yusaku Fujiki, um estudante colegial bastante quieto, mas também muito perspicaz. Ele duela em Den city, uma cidade onde as disputas de monstros de duelo acontecem dia e noite, assim, no mundo de RV chamado “LINK VRAINS”, ele é conhecido como Playmaker. Nessa realidade virtual a SOL tecnologia Ltda é a gerenciadora e Fujiki está disposto a duelar para defender LINK VRAINS.

Por fim, fique por dentro de todas as novidades de esports, jogosfilmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

Kimetsu no Yaiba: Filme é sucesso absoluto na estreia

Dubladora Tomoyo Kurosawa tem alta depois de tratar COVID 19

 

Comentários