‘A Mais Pura Verdade’ – Crítica Com Spoilers

 Kevin Hart e Wesley Snipes interpretam dois irmãos numa jornada envolvente em A Mais Pura Verdade, com muito suspense e drama.

A Mais Pura Verdade

 

Resumo:

Kid (Kevin Hart) é um comediante no auge da carreira que, ao encontrar seu complicado irmão Carlton (Wesley Snipes), acaba se envolvendo num crime. Com a carreira, a reputação e a vida de Kid em jogo, os dois entram numa perigosa jornada cheia de suspense e drama. 

Crítica:

Criado por Eric Newman, produtor executivo de Narcos, ‘A mais pura verdade’ é daquelas séries que você não descansa até assistir tudo e descobrir qual o destino final da trama. Do auge da carreira de Kid até um fino véu que encobre os acontecimentos da noitada com seu irmão Carlton, há uma tensão gigante que Kevin Hart e Wesley Snipes conseguem transmitir com excelência durante toda  a minissérie. Apesar de interpretar um comediante e esta ser uma característica a qual estamos acostumados a vê-lo, Kevin Hart se prova flexível fora da zona de conforto da diversão e imerso no protagonista. 

Já nos primeiros episódios, é possível entender o que vem pela frente. Primeiro, assim que se encontram, Carlton pede muito dinheiro à Kid e, após uma noitada, de repente, o protagonista é acordado pelo irmão porque a acompanhante morreu de overdose. A questão é que Kid nem sequer verificou se a mulher estava viva ou não, apenas confiou na palavra de Carlton.

Eu entendo a falta de atenção do protagonista por conta de seu nervosismo, e não acredito que a série pecou tanto nesse sentido, pois o que vem em seguida é tão contagiante que desconfiar do que realmente estava acontecendo  não importa tanto. Talvez a intenção do diretor não fosse esconder a verdade, mas deixar essas pistas para o telespectador tomar suas conclusões. É muito comum imaginar que Carlton era o culpado, por suas atitudes rudes quando encontrou seu irmão, por sua insistência em não chamar a ambulância, pela falta de uma verificação da morte da moça e também das cenas do criminoso Ari desaparecendo com seu corpo. 

Ari estava envolvido nessa armação o tempo inteiro, mas sua morte foi o estopim para toda a confusão que Carlton e Kid tiveram que resolver. Confusão essa que, em certos momentos, é possível ver o empenho de Carlton para salvar a pele de seu irmão dessa emboscada que ele criou e, no final, quando a verdade surge, Wesley Snipes consegue muito bem transmitir esse desconforto de Carlton ao fazer isso com Kid. De certa forma, a trama os aproximou, mas com um crime real em suas mãos, já era tarde demais. 

E quando descobrimos que seu maior fã sabe de tudo, a trama chega ao ponto mais trágico. Desde o início da  minissérie, nos é apresentado um fã super carismático que inclusive tem uma história ainda mais sentimental com Kid, por conta de sua irmã que morreu com câncer. Seu final foi muito triste e brutal. Aliás, a brutalidade dos irmãos de Ari é um ponto que me impressionou. Eles são a única representação de violência na trama, então se eles estavam na cena, pode acreditar que a tensão estava junto. 

‘A mais pura verdade’ consegue, em pouco tempo, nos transmitir muita coisa. Suspense à todo momento, uma tensão sobre o rumo dos personagens, a relação entre um astro de cinema e seus fãs… A série consegue até, sutilmente, incluir situações em que Kid se sente nervoso com a polícia da Filadélfia mas que, em todas elas, consegue passar por cima por ser muito famoso. Isso acontece até quando a polícia não o considera suspeito, mesmo com tantos assassinatos à sua volta.

Em síntese, a minissérie ganha o telespectador desde o primeiro o episódio, e tem um final surpreendente, mesmo com o conhecimento sobre a trama armada por Carlton. Vale muito a pena para quem gosta de séries de suspense, crimes e drama.

Por isso, ‘A mais pura verdade’ é 9/10. 

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia Também:

Filmes para refletir sobre consciência negra

Séries para refletir sobre consciência negra

Gavião Arqueiro: Clint será o Tony Stark de Kate?

Comentários

Jornalista em formação, marvete de carteirinha e amante da sétima arte.

Ana Carolina Ferreira

Jornalista em formação, marvete de carteirinha e amante da sétima arte.