Enola Holmes: Crítica da nova produção original da Netflix

Nessa quarta-feira (23) chegou ao catálogo da Netflix sua mais nova produção original entitulada Enola Holmes, que conta as aventuras da irmã mais nova do famoso detetive Sherlock Holmes.

Depois do sumiço de sua mãe, Eudoria Homes (Helena Bohan Carter), Enola (Millie Bobby) começa uma jornada para encontrá-la enquanto tenta fugir de seus irmãos mais velhos Mycroft (Sam Canflin) e Sherlock (Henry Cavill). Essa é a premissa principal de Enola Holmes, que acompanha a protagonista em uma jornada cheia de ação, aventura, romance e mistérios para encontrar sua mãe.

Pontos Positivos

Um dos destaques do filme fica com a relação entre mãe e filha de Enola e Eudoria. Com uma criação atípica para a época, a mãe incentiva a menina desde pequena a ser independente e seguir seu próprio caminho.

Enola (Millie) e Eudoria (Helena Carter) praticando arco e flecha
Imagem: Divulgação

Outro ponto positivo é que em alguns momentos acertados há quebra da quarta parede. Com o carisma já conhecido de Millie, causa a sensação ao telespectador de estar fazendo parte das aventuras de Enola.

Também é interessante a ligação com a realidade política da época e a luta das mulheres pelos seus direitos na Londres conservadora do século XIX. O tema surgi durante as investigações de Enola, quando descobre que o sumiço de sua mãe e a tentativa de assassinato de seu amigo Lord Viscout Tewksbury (Louis Partridge) estão diretamente ligados a objetivos políticos.

Pontos Negativos

Apesar da história divertida e descontraída, a trama possui alguns pontos francos, sendo um deles o clima amoroso entre Enola e Lord Viscount.

O pouco tempo de convivência entre os dois torna a relação um tanto forçada, já que ambos se colocam em situações de perigo diversas vezes para salvarem um ao outro e até mesmo desviam de seus objetivos.

Enola e Lord Viscount juntos
Imagem: Divulgação

O público também pode se decepcionar com as investigações e os mistérios. Eles não são tão empolgantes como os que costumamos ver nas obras do famoso detetive Sherlock Holmes.

Considerações finais

Como um todo, o filme traz uma mensagem de autoconhecimento e amadurecimento, mostrando a importância de ser autêntico.

E para ficar por dentro de todas as novidades da cultura pop de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

Crítica: O Diabo De Cada Dia, novo suspense da Netflix

Zendaya: 4 produções que a vencedora do Emmy participou

A Linha: Narrativa brasileira recebe Emmy por inovação em mídias interativas

Comentários