Vingadores Guerra Infinita: O épico dos filmes de super heróis

Existia uma ideia, assim como é narrado no começo do trailer de Vingadores : Guerra Infinita, criar um grupo, com pessoas extraordinárias, isso define bem não só a ideia do personagem Nick Fury (Sam L Jackson ), como a ideia dos grandes criadores de grande universo cinematográfico da Marvel, a feito histórico mas uma vez é completado pela Marvel. Tudo começou em 2008, com Homem de Ferro, praticamente um filme independente de super-herói, e alguns anos depois , Os Vingadores ganharam a luz do dia, criando já algo histórico, unindo Homem de Ferro, Hulk, Capitão América, Thor e etc. Todos esses 10 anos da Marvel, ela encantou o mundo com filmes bem diferentes, seja Guardiões d Galáxia  , com o humor, ou Pantera Negra e Capitão América : Soldado Invernal, com temas mais sérios , agora o desafio era maior, unir tons nessa salada maluca, e olha que deu bem mais que certo, deu MUITO certo !

Para começar a falar de Guerra Infinita sem spoilers é complicado, mas necessário, os trailers mostraram o necessário para dizer para os fãs, ”olha, vamos apresentar isso e aquilo, mas teremos surpresas ”., e que surpresas. O filme consegue juntar personagens de todos os cantos de seu universo de forma primorosa , engraçada sem perder o foco, e muito emocional em vários momentos. O filme conta com seus núcleos, como o trailer mesmo sugeriu , seja Tony Stark (Robert Downey Jr) , Dr Estranho (Benedict Cumberbach ( que por sinal é um dos pontos altos do filme, a interação dos dois ”Sherlocks” , com seus egos inflamados ), e os Peters, Quill e Parker (Chris Pratt e Tom Holland). Outro núcleo seria a do Capitão América (Chris Evans ) e Wakanda ( dando mais um gostinho dos personagens que adoramos em Pantera Negra) . Vários personagens mal explorados nos filmes anteriores ganharam dessa vez um destaque digno de suas historias nos quadrinhos, o mesmo vale , infelizmente, negativamente para alguns ”medalhões” das antigas que ficaram devendo . Outro exemplo é a Ordem Negra, com algumas modificações em seus personagens que podem desagradar uma parte dos fãs, mas que servem ao seu propósito.

Agora a grande estrela dessa historia, sem duvidas é Thanos (Josh Brolin ), suas motivações em parte são distintas dos quadrinhos ( Não vejo problema, os fãs podem muito bem reconhecer o Titã Louco em tela ), sem ter a presença da entidade Morte, mas introduzindo razões , por mais que exageradas, de que Thanos sofreu e acredita que suas ações farão o bem para o universo. O filme conta como uma narrativa digna de cinema cinco estrelas, mostrando tudo que os fãs amam ver,  ação de alto nível e interação em tela de seus personagens favoritos, com efeitos espetaculares ( Vale dizer, encontre a maior tela , no melhor cinema possível, tanto os efeitos, quanto a trilha sonora são impecáveis) . O s irmãos Russo já provaram seu valor em Capitão América Soldado Invernal, e logo depois em Capitão América Guerra Civil. mesmo que dividindo o publico.

A grande conclusão disso tudo é, Vingadores Guerra Infinita entra para historia do cinema com toda certeza e quebrando vários recortes , deixando o futuro do MCU totalmente em aberto. Agora teremos, infelizmente ,um ano inteiro para quebrar a cabeça e tentar adivinhar o que pode acontecer em Vingadores 4 ( ainda sem nome) , e ao mesmo tempo criando um grande ”problema” para a Marvel, entregar mesmo que seja um teaser no final do ano, já será demais, talvez fosse melhor se Vingadores 4 estreasse no fim de 2018, mas uma coisa é certa, o que está por vir será de abalar universos .
 

Nota 9.0 

Efeitos Especiais : 9.0

Roteiro : 9

Trilha : 8

Direção : 9
Autor da Crítica: Raphinha D. Gouvêa

Comentários