Vingança e Castigo | Crítica (Sem Spoilers)

Vingança e Castigo | Crítica (Sem Spoilers)

Cheio de ação, muito estilo e representatividade negra no contexto do Velho Oeste, Vingança e Castigo estreou na Netflix no dia 3 de novembro e se faz presente no top 10 da plataforma. 

Vingança e Castigo Crítica sem Spoiler - M+

Resumo:

Nat Love (Jonathan Majors), fora da lei com uma extensa lista de inimigos, descobre que Rufus Buck, criminoso que assassinou sua família quando tinha 10 anos, fugiu da cadeia. Então, Nat reúne sua gangue em busca de sua vingança.

Crítica:

No cinema western, ou filmes de faroeste, é notória a representação eurocentrada de caubóis, que em sua maioria são brancos. Um dos exemplos que quebram esse estereótipo é “Django Livre” (2013), de Quentin Tarantino, diretor que costuma recriar vinganças históricas que, na verdade, nunca existiram. Entretanto, sua obra não foi completamente ficcional, ao analisar o fato de que o personagem principal existiu, ele realmente foi um escravo que conseguiu fugir e, em sua jornada, se tornou um dos primeiros delegados negros dos EUA. Tal qual “Django Livre”, “Vingança e Castigo” inicia com a seguinte afirmação:

Apesar de os eventos desta história serem fictícios…

Essas. Pessoas. Existiram.

A direção de Jeymes Samuel, popularmente conhecido como The Bullitts, foi única e sua intenção de deixar sua marca no espectador foi eficaz. Jeymes, que já havia um prévio trabalho que também retrata o Velho Oeste, “They Die By Dawn”, apresenta uma narrativa em que todos os personagens são negros, e dentre o elenco, estão nomes muito famosos, como Jonathan Majors, Idris Elba, Zazie Beetz, Delroy Lindo, LaKeith Stanfield, Danielle Deadwyler, Edi Gathegi, R.J. Cyler, Damon Wayans Jr., Deon Cole e Regina King.

O filme foi muito bem elaborado, e tece com sabedoria a infância conturbada de Nat Love como a razão por sua busca incansável pelos bandidos que mudaram sua vida. É gratificante, além da representatividade negra, a presença de mulheres que não são frágeis e, como estamos acostumados a assistir, precisam ser salvas pelo caubói mocinho. Não há mocinhos nessa história, e ver a presença feminina nas batalhas, na gestão de estabelecimentos, assaltando bancos e matando seus inimigos é eletrizante.

Preciso fazer aqui um destaque à ela,  Regina King, na minha opinião, a estrela do filme, que fez um trabalho sensacional como vilã, e ainda teve um tempo de tela maior para apresentar um pouco de seu passado. Pelo número de personagens, não foi possível ver uma construção mais profunda sobre eles, e esperava isso principalmente do grande criminoso Ruffus Buck, mas através de suas fortes personalidades, certamente eles não passaram em branco. 

A obra é repleta de sangue, ação, e uma trilha sonora tão memorável e fascinante (não minto quando digo que a ouvi diversas vezes após o filme) que deixo aqui um item apenas com suas incríveis músicas tema (tem até a participação de Jay-Z), que une o reggae à sons mais clássicos do gênero western.  Jeymes Samuel certamente deixou sua originalidade transparecer no filme, a escolha das trilhas e a direção de imagem casam tão bem quanto queijo e goiabada. Espero, no futuro, que suas obras nunca percam essa essência.

Por tudo isso e mais um pouco, Vingança e Castigo é 9/10.

Trilha Sonora Vingança e Castigo:

  • Lightnin’ With The Blams – Skit (Edi Gathegi, R.J. Cyler)
  • The Harder They Fall (Koffee)
  • Guns Go Bang (Kid Cudi, Jay-Z)
  • Better Than Gold (Barrington Levy)
  • Black Woman (Fatoumata Diawara, Ms. Lauryn Hill)
  • Wednesday’s Child (Alice Smith)
  • Blackskin Mile (CeeLo Green)
  • Ain’t No Better Love (Seal)
  • We Ain’t No Nincompoop – Skit (LaKeith Stainfield, Regina King)
  • King Kong Riddim (ft BackRoad Gee)
  • We Go Harder (Laura Mvula, Mayra Andrade)
  • Is The Devil Dead? – Skit (Zazie Beetz, Jonathan Majors)
  • No Turning Around (Jeymes Samuel)_
  • Three And Thirty Years (Pretty Yende)

Todas elas estão disponíveis nessa playlist do spotify: https://open.spotify.com/album/3whjvbBxG7j2FfTImRdqBw?si=xs_mal5QQheq0UBQ0nF3Jw

Para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

How I Met Your Father: Elenco se reune

Confira os filmes e séries que entraram no Disney+

Harry Potter de volta aos cinemas em 3D

Comentários

Jornalista em formação, marvete de carteirinha e amante da sétima arte.

Ana Carolina Ferreira

Jornalista em formação, marvete de carteirinha e amante da sétima arte.