LoL: Flamengo mostra superioridade, vence CNB e enfrenta a KaBuM! na final do CBLoL 2018

Flamengo Eports Club e CNB e-Sports Club se enfrentaram neste sábado (25) por uma vaga na grande final. Perdeu os confrontos? Confira abaixo um resumo completo das partidas!

E-LEET_banner-multiverso_700x150px_01 (1)


Enquanto a Kabum já tem há muito tempo sua vaga garantida na final, os outros times do CBLOL tiveram que suar a camisa. A última MD5 da Escalada, entre Flamengo e CNB definiria o adversário de Titan e companhia.

A primeira partida começou interessante logo nos picks e bans. Enquanto Flamengo escolhia picks “normais”, a CNB trouxe Tristana nas mãos de Robo (Top) e Ziggs para Rakin (Bot). Apesar da estranheza dessa composição, depois de alguns minutos ficou claro o objetivo dos Blumers: puxar estruturas rapidamente e ter domínio estratégico no mapa.

Enquanto o domínio das lutas, dives e até Dragões eram obviamente do time rubro-negro, a CNB conseguia igualar no gold com a pressão nas estruturas proposta pelo time. Entre os minutos 15 e 20, o Flamengo aos poucos parecia retomar um pouco dessa pressão no mapa da CNB, com boas rotações e pequenas lutas. Mas um pouco depois dos 20 minutos, quando o Flamengo conseguiu EXPLODIR o primeiro Barão do jogo (muito por causa de dois Dragões da Montanha), a partida virou um toma-lá-dá-cá. Mesmo garantindo o Barão, a CNB encaixou uma excelente luta, eliminou jogadores do Flamengo e levou duas torres do mid, deixando o inibidor totalmente exposto. Mas Goku (Zoe) e BrTT (Jhin) estavam extremamente fortes e eram uma ameaça constante para a CNB, até mesmo para a Poppy do Yampi, que não conseguia segurar o dano do adc inimigo.

Por aproximadamente 10 minutos, os dois times pareciam não querer deixar o adversário abrir vantagem, mas tudo isso acabou no segundo Barão da partida. A CNB entrou tarde na luta pelo Barão, sendo garantido por Shrimp (Olaf) e a Tristana, a grande fonte de dano por segundo da equipe, acabou pulando no meio do time do Flamengo para eliminar Goku (Zoe), mas o mid laner foi mais rápido e usou seu Zhonyas, deixando Robo muito mal posicionado e consequentemente foi eliminado, assim como praticamente o resto da equipe. Bastou então um último push e a equipe rubro-negra levou a primeira vitória da série.

Destaques: BrTT, Atirador, 4/2/8 | Goku, Meio, 5/1/3

https://www.youtube.com/watch?v=AMUo-6IDSp4

Na segunda partida a CNB pareceu ter sentido a pressão do primeiro jogo. Com uma composição mais usual, talvez tirando o Ryze de Rakin na bot lane, Robo dessa vez veio com Gnar top, sem grandes estratégias com um único foco.

Mas o Flamengo veio forte, garantindo o primeiro Dragão dos Oceanos do jogo e Jisu (Jayce) com o First Blood no Robo (soladinho br, diga-se de passagem). Mas com certeza a bot lane rubro-negra foi o grande diferencial, principalmente BrTT (Kog Maw). BrTT conseguiu muito bem focar tanto no farm quanto em não deixar o bot da CNB farmar no início do jogo (lane phase), e ainda garantiu todo o gold, sozinho, da primeira torre da partida, ou seja, deixaram o pai crescer, justamente com um hyper carry em mãos.

A CNB até tentou responder com alguns abates, Arauto e uma torre no top, mas a pressão do Flamengo era muito grande. Um pouco depois dos 15 minutos, a equipe rubro-negra brincava de garantir eliminações por todo o mapa, e quase fizeram um ACE. Aos 20 minutos, pegaram o primeiro Barão do jogo e um pouco mais de 4 minutos depois, estavam na base da CNB, destruindo seu Nexus. 2 a 0 para o Fla.

Destaque: BrTT, Atirador, 4/0/3
https://www.youtube.com/watch?v=julBVxvpPeg

Era de se esperar que a CNB mostrasse alguma última grande tática ou pelo menos tentasse corrigir os erros das duas primeiras partidas, isso se quisessem continuar na disputa pela vaga na final. Até tentaram ao confundir um pouco o FLA nos picks e bans: Robo foi no bot com o Baiano, Rakin subiu para o mid e Brucer foi para o Top. Mesmo assim, não foi o suficiente; a terceira e última partida da série foi a pior dos Blumers e o Flamengo simplesmente passou o carreto.

A partida foi bem calma até aproximadamente os 15 minutos: poucas eliminações, sem grandes objetivos almejados. Ambas as equipes, principalmente a CNB, jogavam com muita cautela. Só que o jogo começou a desandar numa excelente ultimate de esA (Tahm Kench) para salvar Goku (Orianna) de um gank na mid lane. A luta foi um desastre para a CNB e podemos até dizer que esse momento foi o grande divisor de águas da partida: 3 abates pro Flamengo mais a torre T1 do mid, e enquanto isso, na bot lane brTT (Varus) solava Rakin (Ryze).

A partir daí, mesmo quando a CNB parecia encaixar uma boa jogada, os jogadores do Flamengo respondiam a altura, principalmente esA, que rotacionava muito bem pelo mapa e tinha um papel de proteção aos carries do Flamengo, principalmente ao lado do brTT. Com calma e paciência, sem grandes afobações, a equipe rubro-negra preferiu garantir objetivos e não simplesmente forçar lutas que poderiam ser desnecessárias. Quando foram para o Barão, por volta dos 25 minutos, a CNB comprou a luta e acabou tendo 4 jogadores eliminados. Com super minions entrando na base dos Blumers, um Teleporte de Jisu (Kled) e uma ultimate de esA (Tahm Kench), que trouxe junto Shrimp (Gragas), o FLA fechou a série e garantiu sua vaga na final do CBLOL!

Destaque: Shrimp, Selva, 6/0/6
https://www.youtube.com/watch?v=r21I7u4tDuk


Final – Sábado (08/09)

13h –  KaBuM! eSports x Flamengo Esports (MD5)
Transmissão: Riot Games Brasil – Youtube/Twitch


Cobertura completa “CBLoL 2018

Comentários