Skip to content
W7M é a grande campeã do campeonato. Foto: Divulgação

BLAST R6 Copenhagen Major: W7M é a grande campeã

Neste domingo (07), aconteceu a final do campeonato BLAST R6 Copenhagen Major, duas equipes brasileiras, Team Liquid e W7M, brigaram para trazer o troféu para a estante da organização, além de uma premiação total de US$ 750 mil – aproximadamente R$ 4 milhões na cotação atual.

Team Liquid no Major:

Team Liquid no Major. Foto: Divulgação/@ItsmeError
Team Liquid no Major. Foto: Divulgação/@ItsmeError

A Cavalaria foi a primeira equipe brasileira a se classificar para o Major Copenhagen durante o primeiro split do BLAST R6 Brazil League em um jogo contra a Los One em uma md3 de rounds apertados, ganharam por 2×1, em Parque Temático, Oregon e Banco, e por isso entrou apenas na segunda fase do campeonato, tendo mais tempo de estudo de jogo contra as equipes que precisaram jogar na primeira fase.

No primeiro dia da segunda fase, a Team Liquid jogou contra a equipe da LATAM, Reven, em uma md1 e emplacou um jogo perfeito, sem dar chance da adversária pontuar sequer uma vez (7×0). Em seguida, foi a vez da Liquid dar continuidade à um novo clássico brasileiro, em uma partida apertada contra a também brasileira W7M com placar de 7×5 a favor dos Touros. 

Na semifinal, a Cavalaria jogou contra a atual campeã do Six Invitational, G2, favorita a ganhar essa partida com Karl “Alem4ao”, brasileiro, que joga na equipe da região europeia. O jogo foi decidido no detalhe, as duas equipes trabalharam bem os rounds dessa md3, mas os brasileiros levaram a melhor (2×1). A Team Liquid foi a primeira equipe a se classificar para a grande final do campeonato.

W7M no Major:

W7M no Major. Foto: Divulgação/@ItsmeError
W7M no Major. Foto: Divulgação/@ItsmeError

A W7M eSports fez um caminho mais longo para chegar nos palcos do campeonato da Dinamarca, depois de ter ganhado a última vaga para o Major no inicio de abril pela semifinal lower contra a LoS One, tendo que jogar a primeira fase do campeonato, passando pela Team Bliss na estreia do torneio.

Na segunda fase, a oponente SCARZ5 foi punida pelos brasileiros perdendo por 7×1 em uma md1 (melhor de um). Também na fase dois, a brasileira Team Liquid enfrentou os Touros em Banco, e em um jogo acirrado a W7M levou a melhor por 7×5.

Já nas quartas de final, a W7M enfrentou a MNM, line europeia que conta com Julio “Julio”, ex-jogador da equipe que atualmente atua como coach da MNM. Em uma md3 (melhor de três), os rounds e partidas foram acirrados, mas os Bulls ganharam por 2×1, se classificando para a semifinal, contra a Soniqs.

No jogo contra a Soniqs, partida que definiria se a final do campeonato seria dominante das equipes da Brazil League, a W7M ganhou por 2×0, formando então os dois times que se enfrentariam na grande final, um clássico brasileiro da W7M contra a Team Liquid.

Team Liquid x W7M

Taça doB BLAST R6 Major Copenhagen. Foto: Divulgação/Kirill_Vision
Taça doB BLAST R6 Major Copenhagen. Foto: Divulgação/Kirill_Vision

Na final esperada por todos os brasileiros, as equipes da Brazil League compuseram a final do campeonato internacional, e a partir das 08h15 (horário de Brasília) a transmissão exibiu showmatch que esquentou o começo da grande final que começou por volta das 09h45 (horário de Brasília), ao vivo em português nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

A partidas foram em md5 (melhor de cinco), e os mapas escolhidos foram Arranha-Céu (W7M), Banco (Team Liquid), Chalé (W7M), Parque Temático (Team Liquid) e Clube (Decisivo).

Em Parque Temático, a W7M começou fazendo uma boa leitura e com ataques rápidos, apostando em boas trocas, trabalhando em cima da vantagem das open kills, conquistaram três rounds seguidos, com a Team Liquid tendo um retake trabalhoso.

Na virada de lados, a Cavalaria conseguiu encostar no placar, embolsando quatro pontos consecutivos na defesa, a rodada foi decidida no detalhe. Os Touros ganharam o primeiro mapa por 7×5.

Em Banco, as rodadas foram ainda mais acirradas com jogo de dança das cadeiras, empatando os placares rodada a rodada. A Cavalaria começou atacando, com domínio rápido. A W7M fez uma excelente leitura dos oponentes, ganhando a maioria das trocações e a partida foi levada para overtime, e com 8×6 os Bulls levaram o segundo mapa.

Em Chalé, as partidas permaneceram disputadas, as duas equipes mostram jogo com tática, refrags cobrados rapidamente, e a virada de lados foi no empate. A W7M mostrou o quanto as jogadas individuais e controle emocional podem fazer a diferença durante a competição, atingindo o ponto decisivo em 6×3, e consequentemente o 7×3 levando a vitória do Copenhagen Major e se classificando para o Six Invitational de 2024.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

BLAST R6 Copenhagen Major: Destaques do primeiro dia na segunda fase

Little Nightmares tem 12 milhões de unidades vendidas.

BLAST R6 Copenhagen Major: NiP vence em partida eliminatória

Comentários
+ posts

Jornalista - redatora do segmento de Games & eSports.

Jornalista - redatora do segmento de Games & eSports.

Back To Top