BR6 2022: Vagas da Elite Six definidas

Com o término da Super Semana, o segundo turno do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege chegou ao seu fim. Após três dias de jogos que mudaram completamente a tabela, foram definidas as quatro equipes classificadas para disputar a próxima edição da Copa Elite Six da América, torneio internacional que distribui vagas para a disputa do Six Major Berlim. W7M Esports, FURIA Esports, FaZe Clan e Ninjas in Pyjamas conquistaram as vagas para representar o Brasil na competição.

Assim como no primeiro turno, a W7M seguiu dominante nesta etapa. Os Bulls conquistaram sete de nove pontos disputados durante a Super Semana, carimbaram a vaga para Elite Six e continuaram na liderança do campeonato. A FURIA Esports, que não ficou de fora de um torneio internacional desde o início do ano passado, também conseguiu a classificação de forma antecipada, ainda no sábado.

A disputa pelas duas últimas vagas ficou para o último dia de competição, com total de dez combinações possíveis de classificação. A NiP – que até semana passada era lanterna do campeonato – se classificou após derrotar a FURIA e torcer pela derrota da Black Dragons contra a Team oNe. Já a última vaga foi decidida da maneira mais dramática possível: no matchpoint do maior clássico do R6 nacional entre Team Liquid e FaZe Clan, com a FaZe conseguindo o resultado que garantiu presença no torneio continental.

A classificação final do segundo turno do Brasileirão de R6 ficou com a W7M Esports na liderança, com 22 pontos. FURIA, FaZe Clan e Ninjas in Pyjamas fecham o G4 com 15 pontos cada. Na quinta colocação ficou a Team oNe (14). Team Liquid, Black Dragons e MIBR com 13,  00 Nation com 11 pontos e INTZ, com 4, fecharam a tabela de classificação.

A luta pelo G4 (Sexta-feira)

FURIA Esports 6×8 Black Dragons

Na abertura da Super Semana, Black Dragons e FURIA mediram forças em um confronto acirrado no mapa Fronteira. Os Dragões saíram na frente após conseguirem um round perfeito, mas logo a Pantera reagiu e ganhou os três rounds seguintes. Na sequência foi a vez de a BD mostrar que estava viva no confronto e levar os dois rounds finais da primeira metade do jogo, finalizada em 3×3. Quando passou para o ataque, a BD retomou a dianteira após clutch de Vinicius “Patoxy”, mas a FURIA logo tratou de igualar o placar.  Ao vencer os dois rounds seguintes, os dragões tiveram a oportunidade de fechar o jogo, porém a Pantera não se deu por vencida e levou mais dois rounds para conta, forçando a prorrogação. No overtime, os Dragões mantiveram o controle das ações e fecharam o confronto em 8×6.

Eleito o melhor do confronto,  Felipe “Nade”, da Black Dragons,  ressaltou a importância do triunfo no início da Super Semana: “A gente precisava dessa vitória, pois agora temos dois confrontos decisivos, sem contar que no primeiro turno havíamos perdido para eles e isso interferiu para não nos classificarmos. Ótimo resultado que nos traz bastante confiança”.

Team Liquid 7×5 MIBR

O Parque Temático foi o cenário escolhido para o segundo jogo do dia, entre Team Liquid e MIBR. Com uma defesa bastante sólida, a Cavalaria manteve o controle durante toda a primeira metade do confronto e, após perder apenas um round, fechou a fase de defesa em 5×1. Na troca de lados, o MIBR reagiu e diminuiu a contagem, a Liquid respondeu e levou mais um round de forma perfeita e ficou com o matchpoint, mas a equipe de Tassus “reduct” não se deu por vencida e levou três rounds em sequência. Porém o dia era mesmo da Cavalaria, que freou a reação da rival e conseguiu fechar a partida em 7×5.

Para o jogador da Team Liquid, Paulo “psk1”, o fato da classificação não depender apenas de sua equipe faz com que ele e seus companheiros joguem de maneira mais tranquila: “É muito bom jogar sem pressão, eu vejo que a energia do time muda quando a gente joga sem se preocupar com fatores externos. É triste pela situação, mas é bom porque pode nos ajudar a ganhar as duas partidas. O segredo é manter essa positividade e fazer a nossa parte”.

INTZ 3×7 FaZe Clan

INTZ e FaZe Clan mediram forças no mapa Banco pelo terceiro jogo do dia. Com um forte poder defensivo, a FaZe dominou a primeira metade do mapa e fechou em vantagem de 5×1. Ao iniciar sua fase de defesa, a INTZ esboçou uma reação ao vencer dois rounds consecutivos e diminuir a diferença no placar, mas a FaZe Clan voltou a dominar e fechou a partida em 7×3.

“A gente tem se dedicado cada vez mais e acho que a forma que estamos lidando com os jogos está fazendo toda diferença. Começar [a Super Semana] com esses três pontos é muito bom e dá mais um gás para encarar os próximos jogos”, comentou Jaime “Cyber” , atleta da FaZe Clan.

W7M Esports 6×8 00 Nation

No penúltimo jogo do dia, a W7M enfrentou a 00 Nation no mapa Chalé. Líder do campeonato, os Touros entraram no confronto precisando de uma vitória para ser a primeira equipe brasileira garantida na Copa Elite Six. O início do jogo dava sinais de que o resultado viria de forma tranquila para os Bulls, que terminaram a primeira metade do mapa com 5×1 de vantagem. Mas ao passar para a fase de defesa, a equipe da 00 Nation iniciou uma reação surpreendente, e mesmo com a W7M conquistando mais um round e consequentemente o matchpoint, a ZeroZero conseguiu garantir o empate e levar a partida para o overtime. Na prorrogação, a Nation conquistou os dois rounds e garantiu de forma épica a vitória por 8×6.

Caio “Neskin”, da 00 Nation, comemorou o resultado e ressaltou a resiliência da sua equipe: “Mesmo não conquistando os três pontos, está ótimo pra nós. Começamos o campeonato meio desligados, não estávamos jogando o nosso jogo. Mas tivemos uma conversa com o time e estamos conseguindo os resultados”.

Team oNe 5×7 Ninjas in Pyjamas

Para fechar a sexta-feira, Team oNe e Ninjas in Pyjamas duelaram no mapa Chalé. Em confronto bastante acirrado, a NiP terminou a primeira metade do duelo em vantagem de 4×2.  A segunda parte seguiu acirrada, com as duas equipes alternando nas conquistas de rounds, mas os Ninjas levaram a melhor e fecharam a partida em 7×5.

De acordo com Gabriel “pino”, a vitória serve para dar mais confiança para a equipe na luta por uma vaga no G4: “É muito importante levantar a moral do time, o principal problema nosso da temporada passada era a falta de confiança. Eu acho que esse resultado dá uma acalmada no time, conseguimos jogar hoje mais focados, mais calmos e basicamente é isso, confiança”.

Agora, o Brasileirão dará lugar para as disputas da Copa Elite Six da América e para a Copa do Brasil, competição que reúne as equipes que não se classificaram para o torneio continental, as melhores colocadas da Liga Six e a vencedora do classificatório do Circuito Feminino.

A Copa do Brasil terá início no dia 19 de julho, já a Copa Elite Six dará a largada no sábado (23). Todas as partidas desses torneios contam com transmissão nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

W7M e Furia classificadas – sábado

MIBR 8×7 FaZe Clan

Na abertura do sábado, MIBR e FaZe Clan mediram forças no mapa Chalé. A FaZe conseguiu um início forte, vencendo os quatro primeiros rounds. O MIBR solicitou uma pausa tática para se recuperar na defesa e diminuir a vantagem em 4X2. Na virada de lados, o MIBR manteve o ritmo e igualou o marcador. A sequência das rodadas contou com muito equilíbrio, com vitórias para ambos os lados até chegar ao overtime. Na prorrogação, o MIBR encaixou as melhores jogadas e fechou o placar em 8×7.

Após os dois pontos conquistados, Kaique “Faallz” comentou sobre a importância da pausa depois da desvantagem por 4×0: “Eles vinham em uma sequência forte de rounds e vimos que era necessário quebrar esse ritmo. Nós estávamos entendendo o jogo deles, mas faltava acertarmos alguns detalhes. Conseguimos garantir as duas defesas que nos ajudaram a trazer a vitória”.

INTZ 1×7 FURIA Esports

O segundo confronto do dia colocou frente a frente INTZ e FURIA Esports. No Arranha-Céu, cada equipe conquistou um ponto nos dois primeiros rounds, mas foi a FURIA que se impôs e ditou o ritmo da partida. Com a defesa ajustada, a Pantera acumulou eliminações e conseguiu a vantagem de 5×1. A troca de lados manteve o panorama, com direito a um 4k de Willian “Stk” para encaminhar a vitória sem sustos da FURIA por 7×1.

Diogo “Fntzy” comemorou os três pontos e analisou o papel do coach Julio para o grupo: “É uma pessoa muito fácil de lidar tanto dentro quanto fora do game, além de conhecer muito sobre o jogo. Para alguém ser campeão mundial, certamente precisa saber um pouco mais que os outros. É muito bom para a equipe ter essa experiência”.

W7M Esports 7×2 Team oNe

Na terceira partida do sábado, W7M Esports e Team oNe duelaram no Fronteira. Os Bulls tiveram um início avassalador, encontrando eliminações cruciais para pontuar nos rounds de ataque. A Team oNe pontuou antes da virada de lados, mas o placar estava com uma larga vantagem da W7M, por 5×1. A Team oNe levou a primeira rodada no ataque, mas foi a força defensiva da líder do campeonato que prevaleceu. Com imposição, a W7M fechou o marcador em 7×2 e assegurou a vaga para a Copa Elite Six da América.

A derrota diante da 00 Nation, na sexta-feira, de acordo com Gleidson “GdNN1”, veio no melhor momento para o time: “Por sermos ainda uma equipe nova, precisamos passar por certas coisas e viver na prática esses momentos. Aprendemos algumas coisas e alguns conceitos, que funcionam em qualquer mapa, com aquela partida para aplicarmos contra a Team oNe e sairmos vitoriosos”. 

Ninjas in Pyjamas 7×2 Black Dragons

O confronto seguinte contou com Ninjas in Pyjamas e Black Dragons. No Chalé, a NiP mostrou muita consciência e qualidade na defesa para neutralizar a BD, abrindo 3×0. Depois da pausa tática, os Dragões reagiram e levaram dois rounds em sequência, com um 3k de Vitor “peres”, mas foram os Ninjas que viraram em vantagem por 4×2. Na mudança de lados, a NiP retomou o ritmo inicial, não deu chances ao adversário e finalizou o mapa por 7×2.

A ascensão na tabela foi comemorada por João “Kamikaze”, que falou sobre a evolução da equipe ao longo do segundo turno: “Apesar da boa line-up que tínhamos, tivemos uma mudança no quesito energia. Com a chegada de novos integrantes, o time se animou mais e conseguimos nos recuperar. Mesmo com o início ruim, sabemos do nosso potencial e da nossa força para lutar pelo G4”.

Team Liquid 8×6 00 Nation 

Para encerrar o sábado, Team Liquid e 00 Nation duelaram no Arranha-Céu. Com um 3k de Eduardo “KDS”, a ZeroZero saiu na frente ao vencer os dois primeiros rounds. A Cavalaria reagiu e empatou o placar, mas a 00 Nation acertou a estratégia defensiva para chegar a 4×2. Na virada de lados, novamente a Liquid respondeu, porém não o suficiente para evitar que a 00 chegasse ao ponto decisivo. Apesar disso, a Cavalaria buscou os rounds necessários para chegar ao overtime. Na prorrogação, com um clutch de 2v5 de Pablo “resetz” e Gabriel “Ask”, a Team Liquid conquistou os pontos e venceu a partida por 8×6.

Após o triunfo, Ask explicou como foi a conversa da equipe no momento seguinte ao ponto decisivo adversário: “No momento do pause solicitado pela 00 Nation, o Hugo (‘Hugzord’, coach da Team Liquid) me ajudou muito, principalmente pela experiência dele como IGL. Ele teve duas leituras incríveis, que deram certo e nos ajudaram a sair com a vitória. Como brinco com ele, são as duas cabeças pensantes da Team Liquid”.

FaZe Clan e NiP G4 concluído – Domingo

Ninjas in Pyjamas 7×4 FURIA Esports 

Ninjas e Panteras abriram o último dia de competição do segundo turno se enfrentando no mapa Arranha-Céu. A FURIA começou no lado defensor e impôs um estilo de jogo marcado pela grande agressividade de Diogo “Fntzy”, com jogadas individuais de destaque – duas openning kills e um plant cancelado nos segundos finais. Pela NiP, Murilo “Muzi” foi o jogador de destaque da primeira metade, com direito a uma eliminação quádrupla. Na troca de lados, o jogo continuou com as equipes trocando rounds, mas foram os Ninjas que se sobressaíram, chegaram ao matchpoint e fecharam o mapa em 7×4.

Gustavo “Psycho” comentou sobre a vitória e a mudança de postura dos Ninjas: “Estou muito feliz com nosso desempenho nestes últimos jogos com as mudanças que fizemos. Deixei de ser o IGL do time, então a mentalidade como um todo de como executar as jogadas foi trocada”. O jogador reforçou também o fato de que um dos pontos cruciais para saírem com a vitória foi ter aproveitado a vantagem numérica que conseguiam durante os rounds.

Team oNe 7×4 Black Dragons

Mansão foi o mapa escolhido para a partida entre os Golden Boys e os Dragões no segundo confronto do domingo. A Black Dragons necessitava da vitória para classificar para a Copa Elite Six, começou na frente e terminou a primeira metade pelo lado defensor com a vantagem de 4×2 no placar, principalmente por jogadas de Vitor “peres”, que em um mesmo round efetuou um 4k seguido de clutch. Entretanto, na virada de lados, a BD não conseguiu vencer nenhum ataque e viu a dupla de Renato “RhZ” e Gabriel “Maia” construir boas jogadas, virar o placar e não deixar os Dragões pontuarem. Este resultado por 7×4, além de tirar a classificação da Black Dragons, carimbou a vaga dos Ninjas para a Elite Six.

Ao final da partida, João “Dotz” falou sobre a vitória amarga: “Nós somos amigos do pessoal da Black Dragons, é ruim ganhar deles e tirar a classificação, mas temos que fazer nosso trabalho. Agora é trabalhar e retomar nossa boa fase para a Copa do Brasil e, principalmente, voltar melhor no terceiro turno”.

MIBR 7×4 00 Nation

Pelo confronto entre equipes que não possuíam mais chances de classificação para a Elite Six, MIBR e ZeroZero mediram forças no Chalé. O mapa começou bem disputado, com ótimo desempenho coletivo por ambos os lados, colaborando com o placar empatado. Destaque para Caio “Neskin”, que jogou uma barbaridade no clutch do sexto ponto. Na troca de lados, o MIBR chegou ao ponto decisivo com uma performance de Felipe “FelipoX”, que ao término do mapa somou 23 eliminações e ganhou o prêmio de MVP.

Kaique “Faallz” comemorou o resultado e o desempenho do companheiro: “Estudamos bastante este mapa, pois sabíamos que a ZeroZero escolheria por causa do desempenho deles na vitória contra a W7M. Aplicamos a estratégia jogando em counter plays e o fato de o FelipoX vir jogando nesse nível absurdo ajudou para sairmos com a vitória”.

W7M Esports 7×3 INTZ

A líder W7M, já classificada para a “Libertadores do R6”, enfrentou a lanterna INTZ no mapa Fronteira. Logo no primeiro round, o Intrépido Vítor “Vitzzz” efetuou um 4k e quase chegou ao ace. A W7M, com destaque para Gabriel “Volpz”, reagiu e virou o placar da primeira etapa em 4×2. Na virada de lados, os Bulls continuaram coesos, garantiram o sexto ponto e finalizaram a partida em 7×3.

Ao final da partida, Gustavo “Herdz” comemorou a primeira colocação da equipe: “Vencer mesmo estando classificados não altera nossa maneira de jogar, sempre entraremos focados na partida. A classificação no campeonato é fruto desse trabalho intenso”. Além disso, o jogador ressaltou que para os próximos campeonatos, o time terá mais estratégias para mostrar. “Os picks e bans foram muito favoráveis para o nosso lado e não mostramos muitas estratégias de mapas nesse BR6, temos algumas cartas nas mangas ainda”.

Team Liquid 6×8 FaZe Clan

FaZe Clan e Team Liquid travaram o último embate do turno, que valeu a última vaga para a Copa Elite Six. O mapa escolhido para o confronto foi Parque Temático. O início já mostrou que seria um jogo espetacular: Liquid e FaZe fizeram rodadas trabalhadas em busca de surpreender o adversário. Pelo lado da Cavalaria, André “Nesk” foi o destaque da primeira metade pela agressividade ao ganhar trocações decisivas. A TL largou na vantagem pela primeira etapa por 4×2. Na troca de lados, a FaZe Clan reagiu e buscou o empate e a virada no mapa. Com um clutch absurdo de “soulz1”, a FaZe chegou ao sexto ponto, garantindo o matchpoint. A Cavalaria reagiu e buscou o ponto para overtime, mantendo o sonho da classificação vivo. Mas na prorrogação a FaZe pontuou na defesa, eliminando as chances da Liquid classificar pelo confronto no saldo de rounds.

No final da partida, Gabriel “cameram4n” falou com euforia sobre a classificação da FaZe para a Copa Elite Six: “Parque Temático era uma possibilidade de mapa, nosso time teve muita resiliência após começar mal no ataque e conseguimos reverter a situação na defesa”. O jogador também exaltou a comemoração da equipe ao cravar a classificação no sétimo ponto da prorrogação: “Já sabíamos que com esse ponto estaríamos classificados, ficamos mais tranquilos e relaxados para também sair com a vitória. Agora é trabalhar para classificar também para o Major”.

Classificação Geral BR6 22

Classificação Geral BR6 22 – Imagem: Divulgação/UbisoftChaveamento da Copa Elite Six da América:

Chaveamento da Copa Elite Six
Chaveamento da Copa Elite Six – Imagem: Divulgação/Ubisoft+

Leia mais:

CBCS Elite League: INTZ ARCTIC são os campeões

BR6 2022: Playday 5 – W7M na liderança

Copa Free Fire: BD Vasco vence o campeonato

Comentários

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.

Mayara Cruz

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.