Dota 2: NoPing conquista a América do Sul

Terminou neste domingo a segunda temporada das ligas regionais do Dota Pro Circuit (DPC) 2021. Dessa forma, depois de uma temporada de altos e baixos, os brasileiros terminaram com um saldo positivo, graças a NoPing de William “hFn”, a Level Up de Leonardo “RdO” e a Binomistas. Além disso, foram definidas todas as participantes da WePlay AniMajor e como vai se dar suas etapas de wildcard, grupo e playoffs. Por fim, com o The International 10 cada vez mais próximo, seus participantes vão cada vez mais sendo confirmados.

América do Sul

Pela América do Sul, os brasileiros da SG enfrentaram a Unknown valendo a permanência na divisão. A série, assim como a temporada da equipe, foi sofrida começando com vitória dos peruanos. No entanto, os brasileiros acordaram e conseguiram evitar a catástrofe vencendo por 2-1 e se salvando do rebaixamento. Por outro lado, NoPing e Beastcoast se enfrentam valendo o título da região. A equipe de hFn, perdeu de maneira duvidosa, principalmente nas partidas 1, onde desistiram aos 22:20 minutos e com a maioria de suas torres em pé, e na partida 3, que a desistência veio aos 25 minutos, mas com quase todas as torres em pé e ainda tinham uma pequena vantagem de ouro, assim o confronto terminou em 2-1 para a Beastcoast. Dessa forma, foi necessária a realização de um desempate entre as duas equipes. Assim, logo em seguida já estavam disputando outro melhor de 3 valendo o título. No entanto, a NoPing se recompôs por completo e com duas partidas de gala do offlane Oscar e seu Timbersaw, somado com hFn e sua Naga Siren na segunda partida, a NoPing conquistou a divisão sul americana.

Reprodução: Dota 2

Pela segunda divisão, a Binomistas precisava da vitória contra a Incubos para conquistar o acesso e rebaixar os peruanos. Assim, os brasileiros se vingaram da sua antiga organização com muita tranquilidade e em um dia inspirado do hardcarry peruano Benny. Dessa forma, a equipe dos brasileiros Pedro “mini”, Diego “Sexyfat”, Giovanni “Hane” e Caio “Nuages” vai se juntar a SG na próxima temporada.

Reprodução: Dota 2

América do Norte

Na américa do norte a Quincy Crew de Rodrigo Lelis suou, mas venceu a Undying por 2-1. No primeiro jogo, o brasileiro fez uma partida limpa de Dark Seer junto do midlaner Quinn de Viper, assegurando uma vitória relativamente tranquila. No segundo jogo, o peruano Enzo “Timado” de Luna e Jonathan Bryle de Storm Spirit foram os pontos de desequilíbrio. No entanto, tentaram repetir a Luna e foram extremamente punidos com uma derrota por 33-3, ficando de fora da AniMajor e coroando a Quincy Crew como a campeã da divisão.

Reprodução: Dota 2

Europa

Na região europeia a Secret não deu chance para o azar e bateu a Brame por 2-0, garantindo assim seu lugar na AniMajor e no The International 10. Em seguida, uma das maiores zebras da semana, a Tundra bateu a Nigma por 2-1 e forçou um desempate para não cair. Enquanto isso, a Liquid garantiu seu segundo lugar ao bater a OG por 2-0 e ainda mandou a equipe para o desempate. No desempate triplo, todas jogam contra todas em partidas únicas, dessa forma, a OG começou vencendo a Brame sem problemas, no entanto perdeu para a Tundra. Por fim, a Tundra venceu a Brame, escapando do rebaixamento e livrando a OG também.

Reprodução: Dota 2

Enquanto isso, pela segunda divisão, a Level Up de RdO enfrentou a Bald apenas para cumprir tabela. Uma vez que, já havia assegurado o acesso e a Viking venceu a Into the Breach, garantindo o título. Assim, a equipe do brasileiro foi superada por 2-0, encerrando assim sua campanha na segunda divisão.

Reprodução: Dota 2

Leste europeu

No leste europeu a Mônaco Gambit venceu a Unique em confronto direto pela última vaga na AniMajor. Em seguida, a maior zebra da semana e uma das maiores da temporada, a Na’Vi perdeu para a PuckChamp por 2-1 ficando de fora da AniMajor, enquanto a PuckChamp se salvou do rebaixamento graças ao resultado.

Reprodução: Dota 2

China

A caótica região chinesa, terminou de maneira parecida com a primeira temporada. Assim, a Invictus Gaming venceu a EHome por 2-0 em confronto direto pela última vaga na AniMajor. Em seguida, a PSG.LGD venceu a Royal Never Give Up por 2-0, rebaixando a equipe e forçando um desempate pela segunda colocação. Uma vez que a Vici Gaming venceu a já rebaixada Sparking Arrow por 2-0. Dessa forma, VG e PSG.LGD jogaram uma última série melhor de 3 valendo a segunda colocação. A PSG.LGD começou perdendo, mas se recuperou e venceu o confronto por 2-1.

Reprodução: Dota 2

Sudeste asiático

A semana no sudeste asiático começou com poucas coisas definidas e terminou da mesma forma. Assim, com a Execration vencendo a Lilgun, TNC superando a Fnatic e T1 passando pela Neon, foram necessárias um desempate triplo entre Omega, BOOM e Neon contra o rebaixamento, desempate entre Execration e Fnatic pela última vaga na AniMajor e T1 e TNC pelo título. Dessa forma, no desempate triplo foram necessárias duas rodadas de jogos, que terminou no rebaixamento da BOOM. Em seguida a Execration surpreendeu e superou a Fnatic por 2-0, ficando com a última vaga para a AniMajor. Por fim, o título ficou com a T1 ao vencer a TNC por 2-0.

Reprodução: Dota 2

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

M+ Podcast 69: Battle Royale

CS:GO: MIBR é campeã do CBCS Elite League

Red Bull Campus Clutch: “Odin e Amigos” é a campeã

Six Invitational 2021: Três times brasileiros estão no Top 4

Comentários
+ posts

Apaixonado/viciado por Dota 2. Grande fã de esports e esportes em geral. Tentando sobreviver ao ano de 2020.
Formado em Comunicação Social pela ESPM-SP

Caio Ryo

Apaixonado/viciado por Dota 2. Grande fã de esports e esportes em geral. Tentando sobreviver ao ano de 2020.Formado em Comunicação Social pela ESPM-SP