GC Masters Feminina II: Confira os resultados do primeiro dia

No dia de estreia da GC Masters Feminina II, que aconteceu neste sábado (12), quatro equipes disputaram a primeira vaga para final do Major Brasileiro Feminino. E a primeira finalista é a equipe da 9z Team, que venceu a FURIA por 16 a 12 na Md1 Upper Bracket. Além disso, a Rebirth foi a primeira eliminada do campeonato, onde perdeu para Severe por 2 a 0 na Md3 Lower. Confira o resumo do primeiro dia de torneio.

FURIA 16 x 12 Rebirth

Abrindo a série de partidas Md1, o mapa de abertura foi na Vertigo. A Rebirth começou abrindo vantagem no half em seu lado Terrorista. Porém, a FURIA puniu a adversária nos rounds econômicos e evitou da Rebirth crescer no jogo, assim fechando a primeira metade por 9 a 6.

Na segunda metade, mesmo perdendo novamente o round econômico, a FURIA encaixou rounds consecutivos. Entretanto, a Rebirth não se abalou e também e dificultou o fechamento de mapa da adversária. Por fim, a FURIA venceu a Rebirth por 16 a 12 e avançou na chave superior.

Severe 12 x 16 9Z Team

O confronto aconteceu na Nuke. A 9z começou abrindo vantagem de cinco rounds em seu lado CT. Entretanto, a Severe voltou para o jogo e conseguiu avançar nos bombs. Merecendo destaque o 4×1 da Ana Carolina “annaEX” Brito para a Severe, assim deixando tudo equilibrado no fim do half.

No segundo half, a Severe venceu os dois primeiros rounds, mas sofreu derrotas consecutivas pela 9z em seu lado Terrorista. Por fim a 9z venceu a Severe por 16 a 12 e avançou no campeonato.

FURIA 12 x 16 9Z Team

A disputa aconteceu na Mirage. No primeiro half, a equipe da FURIA venceu o round pistol e o anti-eco. Entretanto, a 9z conseguiu ler as jogadas e confrontar a ofensiva furiosa, assim fechando e virando um half equilibrado de 8 a 7.

Na segunda metade, a FURIA venceu novamente o round pistol, mas sua defesa CT recuada não conseguiu parar o avanço da 9z. Como resultado, a 9z fechou o mapa por 16 a 12, assim quebrando a invencibilidade da FURIA e conquistando a vaga para grande final.

Pós-jogo

No pós-jogo, a jogadora da FURIA, Karina “kaah” Takahashi, comentou sobre o desempenho da equipe nesta semifinal: “A gente entrou mal hoje. Não tem muita desculpa não. Elas jogaram melhor que a gente”.

Questionada sobre a quebra de invencibilidade, kaah comentou que é um sinal de alerta para a concorrência: “Independente da hegemonia, a gente sempre teve o pé no chão, a gente nunca achou que sairia ganhando tudo. Mas com certeza isso liga um alerta gigantesco na gente”.

Já a Josiane “josi” Santos, da 9z Team, falou sobre a confiança da equipe após uma vitória da equipe favorita no torneio: “A gente entra muito confiante até porque a FURIA vem sendo imbatível ao longo do ano. A gente trabalhou muito, estudamos muito elas e a Severe. Entramos muito confiante para essa final. Cabeça erguida sempre”.

Rebirth 0 x 2 Severe

Sendo primeira Md3 do torneio, o primeiro mapa foi a Train, pick da Rebirth. Na primeira metade, a Severe começou dominado com o lado CT, com uma vantagem de 7 a 0 na adversária. Entretanto, após uma pausa tática, a Rebirth começou a pontuar e diminuiu a vantagem com o placar de 10 a 5.

No segundo half, a Rebirth venceu o round pistol, mas não conseguiu segurar as ofensivas da Severe. Assim conquistando os seis rounds seguidos e fechando o primeiro mapa por 16 a 6.

O segundo confronto aconteceu na Mirage, mapa de escolha da Severe. No primeiro half, a Severe mostrou que continuava com o domínio. Entretanto, a Rebirth voltou para o jogo e empatou o confronto em 5 x 5. Porém, a Severe mostrou dominância e puniu as adversárias com as jogadas individuais, fechando o half por 10 a 5.

Na segunda metade, a Severe continuou dominando com o lado CT e não deixou a Rebirth pontuar, assim fechando o segundo mapa por 16 a 5.

Pós-jogo

Na coletiva, Mariana “LyttleZ” Sabia, comentou sobre o desempenho da Rebirth neste segundo semestre e os planos para 2021: “Este segundo semestre foi bem corrido, tivemos muitos campeonatos, tivemos que treinar muito. Conseguimos fazer uma boa apresentação nesta segunda parte, considerando que temos dois meses de time. E sim, nós temos alguns planos para o ano que vem, nada muito certo, já estamos começando a se planejar”.

Já no lado da Severe, Ana Carolina “annaEX” Brito falou sobre as expectativas para a próxima partida e se existe alguma estratégia pensada para FURIA: “Para essa GC Masters viemos mais pensando em nosso time. Vamos fazer o nosso, em coletivo e em individual. Sabemos que vai ser uma partida difícil contra a FURIA, mas time de Major não escolhe o adversário, então bora”.

Com os resultados do primeiro dia de GC Masters Feminina, a chave do campeonato ficou a seguinte:

Tabela GC Masters Feminina II
Reprodução: Gamers Club

Neste domingo (13), a FURIA enfrentará a Severe na final da Lower, às 18h. Como resultado, a vencedora irá enfrentar a 9z Team na grande final, às 21h.

A transmissão da GC Masters Feminina II acontece no canal da Gamers Club e no canal da Lett, ambas na Twitch.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

M+ Podcast 45: Conversa com o narrador Vecet

LoR: Conheça os 6 brasileiros no Torneio Sazonal

KaBuM! revela sua line-up para o CBLoL 2021

Comentários

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente acompanho o cenário de CS:GO.Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.