GC Masters VI: Havan Liberty e Sharks estão nas semifinais

No segundo dia de GC Masters VI, que aconteceu neta sexta-feira (18), foram definidas as duas últimas semifinalistas. Nas partidas de eliminação, a RED Canids eliminou a W7M por 2 a 0 no grupo A. Já no grupo B, a Sharks venceu a SWS por 2 a 0 e eliminou a equipe do torneio.

Como resultado, a Havan Liberty venceu a RED Canids por 2 a 1 na partida decisiva do grupo A. Da mesma forma no grupo, a Sharks teve sua revanche da partida do primeiro dia, e venceu a Bravos por 2 a 0. Portanto a Havan Liberty e Sharks são as duas últimas equipes semifinalistas do Major Brasileiro.

Portanto, neste sábado (19), às 18h, a 9z Team enfrentará a Sharks na primeira semifinal. Já a DETONA e Havan Liberty disputarão a vaga para a final às 21h. Confira o resumo do segundo dia de GC Masters VI.

RED Canids 2 x 0 W7M

O primeiro mapa foi na Overpass, pick da W7M. A RED Canids começou perdendo com cinco rounds seguidos para a W7M. Entretanto, a RED conseguiu ter a leitura dos avanços do adversário e dominou o half. Conquistando dez rounds seguidos com a vitórias de clutchs dos jogadores Victor “togs” Rapassi e o chileno David Tapia “dav1d” Maldonado. No segundo half, RED continuou ditando o ritmo do mapa, perdendo apenas um round na virada de lado. Como resultado, a RED venceu o primeiro mapa por 16 a 6.

O segundo foi na Nuke, pick da RED Canids. Ainda abalado com o primeiro mapa, a W7M não entrou no mapa. Pois a equipe não conseguiu fechar seus bombsites em seu lado CT, deixando a RED Canids dominar. Como resultado, a RED fechou o primeiro half por 13 a 2. No segundo half, a W7M venceu o round pistol, mas não segurou o embalo da RED nos rounds seguintes. Por fim, a RED venceu por 16 a 3 e eliminou a W7M da competição.

Sharks 2 x 0 SWS

O confronto começou na Dust2, pick da SWS. Mesmo com o seu mapa de escolha, a SWS não conseguiu furar a defesa da Sharks no primeiro half. Os tubarões conseguiram dominar e se movimentar com facilidade no mapa, assim brindo uma vantagem de 12 a 3 no half. Na segunda metade, a SWS perdeu o round pistol e os rounds forçados seguintes. Como resultado, a Sharks venceu o a Dust2 por 16 a 4.

O mapa seguinte foi a Vertigo, pick da Sharks. No primeiro half, os tubarões continuaram com sua dominância. Com rounds rápidos e agressivos, a Sharks abriu uma vantagem de 12 a 3 em seu lado TR no primeiro half. Na segunda metade, a SWS reagiu com a vitória de cinco rounds em sequência com o seu lado Terrorista. Entretanto, a Sharks trabalhou o domínio novamente e fechou o mapa por 16 a 8 e fez a SWS dar adeus ao Major brasileiro.

RED Canids 2 x 1 Havan Liberty

No primeiro mapa, a Havan escolheu a Vertigo para o confronto. Mesmo perdendo o pistol, a RED Canids abriu o half com 3 a 1. A Havan se recuperou, e virou para o placar de 5 a 3 com seu lado Terrorista. Entretanto, a RED fechou os bombs e finalizou o half por 9 a 6. Na segunda metade, a RED conquistou bons rounds e encostou no map point. Por outro lado, a Havan é famosa em virar jogos e levou o mapa para o overtime. Entretanto, quem brilhou na prorrogação foi a RED, onde venceu o primeiro mapa por 19 a 16.

O segundo confronto aconteceu na Nuke, mapa de escolha da RED Canids. A RED abriu o mapa com três rounds seguidos, entretanto, quem dominou o half foi a Havan. Mesmo sendo um mapa forte da RED, a Havan conquistou os rounds com boa movimentação e jogadas individuais. Assim fechando o half por 11 a 4. Na segunda metade, a Havan continuou com seu domínio, sem deixar a RED construir uma economia. Como resultado, a Havan fecha por 16 a 5 e leva o confronto para o terceiro mapa.

A decisão ficou na Dust2. A equipe da Havan começou abrindo a vantagem no placar com o 5 a 1. Entretanto, a RED conseguiu diminuir a vantagem com as boas defesa de retakes da Havan. Fechando o primeiro half por 9 a 6 para a Havan. Na segunda metade, as boas tomadas de decisões e o trabalho em equipe levou a Havan dominar o segundo half. Como resultado, fechando o terceiro mapa por 16 a 8 e eliminando a RED Canids da competição.

Bravos 2 x 0 Sharks

No primeiro mapa, a equipe da Sharks escolheu a Inferno para o confronto. A disputa ficou acirrada no começo do half, chegando a empatar um 4 a 4 entre as equipes. Porém, os tubarões abriram vantagem do meio para o final do half por 10 a 5. Na segunda metade, a Sharks continuou com seu controle no começo do half com as jogadas individuais do Lucas “Lucaozy” Neves. Entretanto, a Bravos se aproveitou dos erros da Sharks para levar o jogo para o overtime. Na prorrogação, a Sharks voltou com a dominância de seu mapa, e emplacou quatro rounds seguidos, assim fechando o mapa por 19 a 15.

O segundo confronto foi na Nuke, mapa de escolha da Bravos. No primeiro half, a Sharks jogou com facilidade em seu lado CT no primeiro half, abrindo uma larga vantagem de 13 a 2. No segundo half, a Bravos continuou sem encaixar suas jogadas, assim perdendo situações de clutch. Por fim, os tubarões venceram a Nuke por 16 a 3 e conquistaram a vaga para a semifinal.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

Dota 2: SG retorna e anuncia sua nova formação

Entrevista+: Yel fala sobre sua carreira, inspirações e hobbies

La Copa: Confira o primeiro dia de campeonato de Nobru e Donato

Comentários

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente acompanho o cenário de CS:GO.Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.