Masters Reykjavík: Sharks perde para a NUTURN em estreia

A equipe sul-coreana NUTURN Gaming venceu a brasileira YNG Sharks por 2 a 1 no primeiro dia da Masters Reykjavík. A estreia brasileira aconteceu nesta segunda-feira (24), em Reykjavík, na Islândia.

Entretanto, a Sharks terá uma segunda chance na chave inferior do torneio, onde os tubarões enfrentarão equipe latino-americana KRÜ Esports. O confronto eliminatório acontecerá nesta quarta-feira (26). Já a equipe da NUTURN avança pela chave superior e jogará nesta quinta-feira (27), contra a equipe vencedora do confronto entre a Team Liquid e Version1.

Com dez equipes classificadas de diversas regiões, o Masters Reykjavík é o primeiro evento onde as melhores equipes mundiais de Valorant se enfrentam em busca do título. Com a premiação total de 600 mil dólares (cerca de 3,2 milhões de reais), a Masters distribuirá pontos para o Valorant Champions Tour de 2021. A transmissão brasileira do Masters Reykjavík acontece nos canais oficiais da Twitch, Youtube e NimoTV.

O Confronto

Haven

No mapa de escolha da Sharks, a NUTURN começou de defesa. No primeiro half, a NUTURN consegue a leitura das execuções da Sharks e joga com uma defesa avançada. Entretanto, os tubarões dominavam os spikesides com eliminações e clutchs decisivos, sem deixar a equipe da NUTURN fazer os retakes. Como resultado, a Sharks fecha a primeira metade por 10 a 2.

Na virada de lados, a equipe sul-coreana da NU venceu o round pistol e o antieconômico, mostrando resistência para a Sharks. Porém, as jogadas avançadas e agressivas fizeram com que a Sharks dominasse o segundo half. Por fim, a Sharks fecha em seu mapa de escolha por 13 a 5.

Masters Reykjavík - Placar Geral Haven
Reprodução: Valorant Brasil / Riot Games

Bind

No mapa de escolha sul-coreana, mesmo perdendo o round pistol, foi a vez da NUTURN dominar no mapa. A equipe sul-coreana foi hegemônica em seu lado atacante e teve um bom uso de seus agentes e domínio nas situações pós plante de spike. Como resultado, NUTURN não deixou a Sharks jogar e fechou a primeira metade por 10 a 2.

Na segunda metade, a equipe da Sharks venceu o round pistol e o anti-eco, mas não conseguiu segurar a defesa agressiva da NU. Além disso, a NU lia com facilidade as jogadas e explorava os erros adversários, assim fechando seu mapa de escolha por 13 a 5 e levando o confronto para o terceiro mapa.

Masters Reykjavík - Placar Geral Bind
Reprodução: Valorant Brasil / Riot Games

Ascent

Com a decisão na Ascent, a NUTURN chegou forte no primeiro half, onde a equipe sul-coreana neutralizou os ataques da Sharks. Além disso, a NU conquistou espaço com jogadas avançadas e com uma ótima composição de agentes. Como resultado, a NU dominou e fechou a primeira metade de 10 a 2.

No segundo half, a Sharks venceu o round pistol e o antieconômico com bons retakes. Entretanto, a NUTURN continuou com sua leitura adversária e finalizou o terceiro mapa com o placar de 13 a 5.

Masters Reykjavík - Placar Geral Ascent
Reprodução: Valorant Brasil / Riot Games

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

Netshoes Miners é a mais nova equipe no CBLoL

Dota 2: NoPing conquista a América do Sul

M+ Podcast 70: Mas e aí Marvel

Comentários
+ posts

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente escrevo sobre CS:GO e Valorant. Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente escrevo sobre CS:GO e Valorant. Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.