Overwatch: Brasil Gaming House é campeã da OW Contenders Sul-americana

Como todo bom torneio, a primeira temporada da Contenders SA teve a melhor partida até hoje. E não poderia terminar melhor, sendo a final do campeonato. Brasil contra Argentina, Brasil Gaming House contra Isurus Gaming, Uma rivalidade que vem de algum tempo, desde a Open Division, quando a Isurus ainda era Karma.

A final de hoje, em formato de Melhor de 7, tem gosto de revanche, pois a BGH perdeu a última partida, ainda na fase de grupos, por um 3×1 dolorido.

A série

Começando com Oásis. No primeiro ponto agressivo, violento, intenso, BGH leva pra casa, segurando ultimates, com calma e elegância, não dando chances pro adversário. Enquanto numa outra serie eletrizante e não menos violenta, a BGH praticamente COMEU a Isurus, não deu outra. Fim de round, 1×0 para os brasileiros.

Hora de Numbani, o mapa que a Isurus não perdeu até agora! A Isurus entrou com uma Pharah e a BGH não deixou barato. A batalha aérea entre Leviatan e Liko fica intensa nessa primeira parte do game, onde a BGH defende o carro. Mas depois de uma outra batalha violenta, a Isurus consegue, a trancos e barrancos, levar o ponto pra eles, e sem problemas chegar ao primeiro checkpoint, mas até o fim tem muita luta e a BGH segurou bem, mas acabou cedendo a entrega da carga.

Virando o jogo, quase tomando um fullhold a BGH segurou muitas ultimates, mas no finalzinho conseguiu o ponto e toma o carro pra si. Foi uma briga intensa, muitas TFs aéreas entre as Pharah e a Isurus levou vantagem em todas. Carregando o carro, a BGH leva com facilidade, liko de Soldado:76 consegue manter a constância e garante eliminações importantes para o time brasileiro. Mas no sprint, a Isurus conseguiu segurar o carro e leva o ponto, deixando 1×1, tudo igual no confronto.

O próximo mapa é Colônia Lunar Horizon, e a Isurus começa atacando, e que ataque, rapidamente dominando o ponto. A BGH tem muito tempo pra defender o segundo controle. E segurando o que podem a BGH faz um ótimo trabalho, mas cedem novamente o ponto.

Switching sides

BGH entra com tudo no primeiro ponto, sem chances para a Isurus e vai pro segundo ponto, no qual com uma certa dificuldade leva pra casa e sem overtime. Mas no time bank, tem pouco tempo pra se defender. Entra a próxima rodada mas não consegue sucesso no segundo CP. Resta esperar um fullhold.

Depois de 2 minutos de dor e agonia, luta intensa, quase um ataque do coração, ou seja, sem palavras e muita ação, veio o fullhold! BGH fechando o mapa em 3×2 e garantindo o 2×1 no duelo.

Vamos para Junkertown! Com uma certa cara de Oasis, a BGH tem dominío o mapa, ambos estão invictos até o momento em Junkertown, e numa ultima TF, a BGH leva o carro ao destino sem muita dificuldade, mas com muita, mas muita emoção. Com o carro na mão da Isurus agora, a luta foi tranquila ate o 3º ponto, onde a BGH tomou a carga e segurou a posição.

Mas ao chegar a ultima TF, a Isurus entra no overtime e se sair do carro, perde. A última TF chega e com todo mundo no overtime, a BGH entra com tudo e a Isurus toma um susto e sai do carro, o overtime cai e leva um C9 na cara. Mais um ponto para os brasileiros que ficam a um passo do título.

Bora Brasil!

Em Nepal, pode acontecer tudo, e a Isurus já inicia com força pra dominar o ponto, só que a BGH  não deixa barato e com uma ótima defesa, abrem a vantagem e levam o primeiro ponto. A Isurus vem jogando firme, mas não consegue o domínio do ponto de primeira, e a BGH seguram até 87% quando perde o controle.

A Isurus tinha agora a vantagem, e isso deu um up para o time argentino, que segurou os avanços do Brasil, mas não o suficiente. A BGH retoma o ponto e numa TF que não parece ter fim, onde cada time perde um herói mas recupera dois e um overtime que não quer cair, o Brasil leva o ponto, o titulo e se consagra campeã da primeira Contenders SA.

Screenshot-2018-4-30 Overwatch Contenders

Nós vemos semana que vem na Overwatch League, fiquem ligados!

Comentários