Party of Legends: Casa nova, novos ares

Como lidar com a maior festa do cenário brasileiro de esportes eletrônicos? Como abranger outras categorias dentro do mesmo universo? Como se desvincular de sua matriz que é o League of Legends? Como ter como sede agora o Carioca Club, tradicional casa de shows de São Paulo? Todas essas perguntas parecem ter uma infinidade de respostas mas todas giram em torna da Party of Legends, que promete ter sua maior festa de todas até então no próximo sábado (02) em comemoração ao carnaval, ou melhor, carnaVRAU. E para responder todas essas perguntas nada mais, nada menos, que os idealizadores do evento, João Félix e Demetrios Leite.

49946700_2297795967164482_1110134726871482368_n
Party of Legends, a maior festa do cenário de esports no país (Foto: Divulgação)

“2019 in a nutshell”

João Félix: Para este ano, ambos prometem evoluções absurdas em relação a festa e somado a isso, sua nova parceira BBL permite que os ares da festa se expandam em relação a abranger também influenciadores digitais, grandes fãs da festa e para impulsionar o alcance da festa para todo território digital. Até 2018 a média de público das festas eram de cerca de 1.000 pessoas, e para este ano o objetivo é para ter 2.000 pessoas. Com a BBL, tudo fica tecnicamente mais fácil, pois é uma brand extremamente profissional e líder no segmento, então a conversa entre a Party of Legends e as marcas patrocinadoras ficam mais fáceis.

“A wild BBL appears”

Demetrios Leite: Nós conhecíamos o Leo – um dos fundadores da BBL – há bastante tempo e ele já até compareceu em algumas festas e sempre surgia a sugestão de fazermos uma parceria e até certo ponto conversamos com ele e explicamos todos os trâmites da festa e como ela funciona como um todo e a essência da festa que é o público, e com ambas as partes aceitarem suas condições, a Party of Legends entrou para ser mais uma empresa dentro da holding, que é a BBL, e eu só tenho elogias a fazer sobre essa parceria.

“It’s been a long way without you my friend”

João Félix: Este ano, nosso foco assim como já foi dito, é a expansão do público para abranger toda a esfera da internet e desvincular a imagem que é apenas uma festa de League of Legends, atualmente já conseguimos desvincular um pouco essa imagem, pois comparecem em nossa festa diversos nomes como Lucas Inutilismo e Cellbit. Agora a ideia é angariar público que estiver a fim de curtir uma balada boa, de boa estrutura, de bom cardápio, de ótima setlist. A ideia é que a Party of Legends seja uma festa das lendas mesmo, e não só para quem joga LoL e mantendo a essência da balada com o esporte eletrônico.

“carnaVRAU”

João Félix: Com a nossa próxima festa sendo no Carioca Club (com capacidade de cerca de 1.500 pessoas), a ideia é de que uma pessoa que está jogando em sua casa, em seu computador com seus amigos, possa sair de lá para encontrar seus próprios amigos numa boa balada, com música boa, bebida boa, comida boa e sair um pouco no nicho de ficar apenas em casa; queremos que cada jogador ou não jogador tenham uma vivência única na Party of Legends.

Demetrios Leite: Da mesma forma para todos os influenciadores conseguirem um local para curtirem sua festa e mostrar que eles são realmente importantes pra gente, todo esse cenário eletrônico é muito importante pra gente, principalmente porquê nossa base veio de lá e aqui eles podem encontrar respeito, admiração e um ótimo lugar para se curtir.

“Considerações finais”

João Félix: Festas mais insanas que o cenário já viu nos esperam em 2019.

Demetrios Leite: Evolução sem limites da Party of Legends, e nosso foco será a experiência do usuário, queremos ver todos se divertindo!


O Multiverso+ agradece profundamente por ambos os organizadores disponibilizarem seu tempo antes da festa que marcou o início dos trabalhos da Party of Legends. Para adquirir o ingresso para a próxima festa, que acontece no sábado (02), acesse aqui.

Comentários

Victor "Street" Marcolino

Main Udyr, repórter do setor de esports, economista e músico.