R6: Mudanças e novidades para competitivo em 2023

A Ubisoft anunciou o novo Circuito Global de Tom Clancy’s Rainbow Six Esports (R6), com data de lançamento prevista para março de 2023.

Essa nova versão irá contemplar nove regiões, criará mais oportunidades para partidas internacionais de alto nível, além de oferecer um caminho ao nível competitivo mais alto para times e jogadores em ascensão.

Com início em março de 2023, o Circuito Global de Rainbow Six Esports será composto pelas seguintes regiões: Europa, América do Norte, Brasil, Japão, Coréia do Sul, América Latina, Ásia, Oceania e MENA (Oriente Médio e África).

Revelando o novo Circuito Global de Esports de Rainbow Six Siege
Revelando o novo Circuito Global de Esports de Rainbow Six Siege. Imagem: Ubisoft

A temporada competitiva irá de março a fevereiro do ano seguinte, e será estruturada da seguinte forma:

  • Março a maio: Fase 1, concluída com Six Major
  • Junho a agosto: Pausa de Temporada
  • Setembro a novembro: Fase 2, concluída com Six Major
  • Dezembro a fevereiro: Pausa de Temporada
  • Fevereiro: Six Invitational

Durante cada estágio, as nove regiões seguirão suas programações regionais independentes, em paralelo.

As pausas de temporadas pré-definidas, irão abrir espaço para torneios independentes e darão mais tempo para as equipes se reorganizarem, descansarem e se prepararem para a próxima competição em que estiverem envolvidas.

Com um novo sistema de pontuação, a temporada competitiva será uma corrida para garantir pontos e assegurar a classificação para o Six Invitational, principal torneio de Rainbow Six que reúne os 20 melhores times a cada temporada.

Os vencedores serão coroados como campeões mundiais de Rainbow Six Siege e erguerão a tão cobiçada “marreta” do operador Sledge.

Com o intuito de potencializar ainda mais a temporada de 2023, a Ubisoft anunciou uma parceria histórica com a BLAST, organizadora de torneios e eventos de eSports, válida para todo o Circuito Global de esports do Rainbow Six Siege, incluindo torneios regionais e eventos internacionais.

Trabalhando lado a lado com a Ubisoft, a BLAST trará o melhor de sua tecnologia líder do setor, valores de produção e a extensa experiência como organizadora de torneios para criar um circuito envolvente para todos os membros da comunidade, sejam fãs, jogadores profissionais,  aspirantes a profissionais, organizações, talentos ou marcas que desejam participar.

“Estamos entusiasmados por trabalhar com um parceiro que compartilha nossa visão para o futuro do entretenimento e que pode nos ajudar a dar vida a um novo circuito de esports de ponta que a comunidade Siege pode se orgulhar. Mal podemos esperar para mostrar todo o potencial de nossa parceria com a BLAST”, disse François-Xavier Deniele, vice-presidente de esportes eletrônicos e jogos competitivos da Ubisoft.

“Juntamente com a Ubisoft, temos planos empolgantes para elevar e expandir o cenário de esports do Rainbow Six Siege, e esperamos aproveitar toda a extensão de nossa experiência em esports e tecnologia de primeira classe em transmissão, produção e streaming direto ao consumidor, para criar um ecossistema do qual a comunidade pode se orgulhar e se entusiasmar. Esta é uma parceria histórica para a BLAST, estamos entusiasmados em nos juntar à família Siege e em mostrar aos fãs o que temos reservado para os próximos meses”, compartilhou Leo Matlock, diretor administrativo de desenvolvimento da BLAST.

Estágios 1 e 2 – Programas Regionais

Com vagas para disputar edições de Six Major, os torneios regionais irão adotar uma abordagem competitiva híbrida, que combina componentes fechados e abertos.

Visando a saúde e a competitividade do cenário a longo prazo, serão criadas constantes oportunidades para jogadores em ascensão competirem contra profissionais.

Cada uma das nove regiões contará com um classificatório aberto, em que todas as equipes poderão brigar por uma vaga no Six Major.

Em paralelo, algumas regiões contarão também com competições fechadas, nas quais os fãs desfrutarão das melhores equipes competindo no nível mais alto do Siege.

A intenção é reconhecer os esforços e investimentos necessários para que as organizações se mantenham em alto nível, oferecer um conteúdo empolgante para os fãs e contribuir para a criação de programas onde essas organizações cresçam plenamente.

Ao final de cada fase, as ligas fechadas e as classificatórias abertas irão definir, juntas, quais equipes estarão classificadas para o Six Major.

A Ubisoft determinou as regiões que terão ligas fechadas ocorrendo em paralelo com suas classificatórias abertas, são elas:

  • Europa: liga fechada com até 10 equipes.
  • América do Norte: liga fechada com até 10 equipes.
  • Brasil: liga fechada com até 10 equipes.
  • Japão: liga fechada com até 10 equipes.
  • Coreia do Sul: liga fechada com até 8 equipes.
  • América Latina: liga fechada com até 8 equipes.

Os programas regionais de Ásia, Oceania e MENA estão sendo ajustados em colaboração com a BLAST e mais detalhes serão divulgados em breve.

*Exceto Japão.

Six Major

Com nove regiões representadas no evento e um número de equipes vindas diretamente das classificatórias dessas regiões, o Six Major será estendido e terá uma fase adicional antes da fase de grupos e dos playoffs.

Six Invitational

O Six Invitational será realizado em Montreal no Canadá, entre os dias 07 e 09 de fevereiro; as 20 melhores equipes do mundo se enfrentam para defender o título e a premiação de US$ 3 milhões.

Desde 2020, devido a pandemia da Covid-19 o campeonato acontecia de portas fechadas, esta edição porém, reabre ao público desde o ano citado.

O torneio não terá mais as etapas classificatórias regionais, que serão substituídas pelos torneios locais de cada região.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia mais:

Valorant: Mundial disponibiliza ingressos grátis

Free Fire lança nova coleção de itens angelicais

BR6: Team Liquid é tricampeã

Comentários

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.

Mayara Cruz

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.