VCT Masters: Gamelanders e Vikings disputarão a grande final

Neste sábado (20) de decisões na semifinal da VCT Masters Brasil, a Gamelanders bateu a FURIA por 2 a 1. Em seguida, a Team Vikings venceu a paiN Gaming por 2 a 0. Como resultado, a Gamelanders e Team Vikings se enfrentarão na grande final Md5 deste domingo (21), a partir das 19h. A transmissão acontece nos canais oficiais do Valorant Brasil na Twitch e Youtube.

Gamelanders x FURIA

Split

O primeiro mapa desta semifinal aconteceu na Split, mapa de escolha da FURIA. A equipe da FURIA começou abrindo o mapa com a vitória dos dois primeiros rounds. Entretanto, a GL encaixou sua defesa e dominou os spikesides. Como resultado, a GL fechou o primeiro half com a uma vantagem de 8 a 4 no placar.

Na segunda metade, foi a vez da GL vencer o round pistol e o anti-eco. Porém, depois do clutch vencido por Agustin “nzr” Ibarra, a FURIA voltou para o jogo e venceu rounds consecutivos em seu lado defensivo. Assim levando o mapa para o overtime.

Na prorrogação, os rounds para ambas as equipes foram acirrados e resolvidos em jogadas individuais. Entretanto, na quinta prorrogação do confronto, a FURIA foi superior na leitura de jogada e levou o primeiro mapa por 18 a 16.

Haven

O segundo foi na Haven, mapa de escolha da GL. Mesmo perdendo o primeiro mapa, a GL não se abalou e voltou forte neste segundo mapa. A equipe dominou a defesa da FURIA com jogadas individuais e fechou o primeiro half por 9 a 3.

Na virada de lado, a FURIA emplacou rounds seguidos em seu lado atacante, chegando a empatar no placar de 9 a 9. Entretanto, a GL cresceu novamente na partida, assim fechando o segundo mapa por 13 a 10 e levando o jogo para o terceiro mapa.

Icebox

A decisão ficou na Icebox. Na primeira metade, a FURIA começou vencendo o round pistol, mas perdeu o anti-eco para a GL. Como resultado, a GL conquistou rounds em sequência, deixando o placar por 7 a 2. Por fim, a FURIA diminuiu a vantagem da GL com os retakes, assim deixando o placar por 7 a 5.

Entretanto, na segunda metade, a GL voltou forte no lado defensivo e não deixou a FURIA jogar. Como isso, a GL fechou o mapa por 13 a 7 e conquistou a vaga para a grande final.

Confira as estatísticas da partida:

Placar Geral - GL x FURIA
Reprodução: thespike.gg

 

 

Pós-jogo

Na coletiva de imprensa, o jogador da Gamelanders Fernando “fznnn” Cerqueira respondeu sobre a preparação para esta semifinal:

Nossa preparação não mudou muita coisa. No máximo a escolha de agente dos duelistas. Trocamos o Guilherme “Nyang” Coelho para o sentinela, ele era controlador, mas o pessoal já sabia disso. A gente não fez nada de mais não. Focamos mais no nosso jogo mesmo e fizemos o que a gente sabe. Não tentamos inventar muita coisa e basicamente tudo que a gente treinou, nós conseguimos executar nos outros dois mapas”.

Representando a FURIA na coletiva, o coach Carlos “Carlão” Mohn foi questionado se a derrota no segundo mapa abalou a equipe da FURIA no terceiro mapa, Carlão deu a seguinte resposta:

A gente tem uma estrutura muito boa, então resetamos a cabeça para jogar a Icebox. Foi mais erro nosso do que estar pressionado ou receber o baque no segundo mapa. Foi muito mais erro nosso e decisão ou de qualquer outra coisa do tipo dentro do jogo”.

paiN x Vikings

Bind

O primeiro confronto foi na bind, mapa de escolha da paiN. No primeiro half, a ofensiva lenta e metódica da Vikings dominou a defesa da paiN. Como resultado, a VKS fechou a primeira metade com uma larga vantagem de 8 a 4 no placar.

Na virada de lado, a VKS venceu o round pistol e o anti-eco, assim abrindo vantagem nesta segunda metade. Entretanto, paiN reagiu e venceu rounds consecutivos, chegando a encostar no placar por 9 a 11. Por fim, a boa vantagem no placar e a teamplay da VKS venceu o primeiro mapa em cima da paiN por 13 a 9.

Haven

O segundo confronto aconteceu na Haven, mapa de escolha da Vikings. Na disputa, a VKS controlou o jogo em seu lado atacante, pois nenhuma tática da paiN conseguia frear a ofensiva adversária. Como resultado, a VKS dominou o half e venceu o round pistol e anti-eco na segunda metade. Assim fechando o segundo mapa por 13 a 1 e conquistando a vaga para a grande final.

Confira as estatísticas da partida:

Placar Geral - paiN x VKS
Reprodução: thespike.gg

Pós-jogo

Na coletiva de imprensa, o coach da paiN Carlos “CeVSUD” Picinato, foi questionado se a derrota sofrida na Bind desestabilizou para o segundo mapa, o coach rebateu:

Não acho que tenha desestabilizado não. A gente na verdade demorou um pouco para entrar na Bind. Na minha visão, tínhamos total condições de conseguir buscar o resultado na Bind. Só que a gente demorou muito para entrar, principalmente na defesa. E isso não abalou de a gente jogar a Haven não, acredito que os caras [Vikings] entraram muito mais focados que a gente na Haven. Jogaram muito bem, estavam muito superiores o time deles. Mas não estava abalada a confiança do time pelo primeiro mapa não”.

Pelo lado da Vikings, o coach Anderson “faithz0r” Yabusaki foi questionado sobre a preparação para a grande final contra a Gamelanders, onde o coach foi conciso:

Na verdade, a gente vem pronto a semanas. Estamos planejando o passo-a-passo então não temos nada de anti-tático para cada time. Mas a gente vem pronto com tudo que a gente tem”.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

LBFF: Fluxo vence 4ª edição da competição

Valorant: Campeonato feminino Sakuras Ascent é anunciado

Dota 2: Mudanças brasileiras nas ligas regionais

Comentários
+ posts

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente escrevo sobre CS:GO e Valorant. Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente escrevo sobre CS:GO e Valorant. Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.