VCTBR Finals: Gamelanders e Sharks vencem em estreia

Nesta sexta-feira (30) aconteceu a estreia da Etapa Final do Valorant Challengers Brazil. E nos confrontos de abertura do torneio, a Gamelanders venceu a Havan Liberty por 2 a 0. Em seguida, Sharks Esports venceu a SLICK por 2 a 1. Portanto, a Gamelanders e SLICK avançam e se enfrentarão na semifinal da chave superior do torneio, que acontecerá na próxima quinta-feira (6).

Os próximos jogos do torneio acontecem neste sábado (1), onde a FURIA enfrentará a paiN Gaming. Em seguida, a Team Vikings e INGAMING Esports se enfrentarão em busca de avançar na chave superior. Além disso, vale destacar que as equipes derrotadas nos confrontos de sábado (1) se juntarão a Havan e SLICK para disputar a permanência no campeonato neste domingo (2).

A Etapa Final do Valorant Challengers Brazil tem a premiação total de 170 mil reais, onde as oito equipes estão na disputa das duas vagas para o Masters Reykjavík, mundial que acontecerá na Islândia em junho deste ano.

A etapa final brasileira acontecerá entre os dias 30 de abril a 9 de maio. E a transmissão acontece a partir das 13h, nos canais oficiais do Valorant Brasil na Twitch, Youtube e NimoTV.

Gamelanders x Havan Liberty

Icebox

O mapa de estreia desta última etapa do Challengers foi a Icebox, mapa de escolha da Havan. Na primeira metade, a GL começou dominando o confronto com jogadas rápidas e agressivas em cima do adversário, assim abrindo 6 a 0 no placar. Entretanto, a Havan reagiu as investidas da GL, onde o jogador Olavo “heat” Marcelo obteve abates importantes pelo lado da Havan, assim levando ao empate de 6 a 6 no fim do half.

Na segunda metade, a GL se aproveitou dos erros da Havan e venceu o round pistol e o antieconômico. A Havan não desistiu e tentou virar o placar, entretanto, as jogadas individuais de Leonardo “mwzera” Serrati foram importantes para a GL levar este primeiro mapa por 13 a 9.

Haven

O segundo confronto foi na Haven, mapa de escolha da Gamelanders. No primeiro half, a Havan começou bem em seu lado defensivo, onde a equipe conquistou os três primeiros rounds do mapa. Entretanto, a GL encaixou suas ofensivas e abusou das jogadas no spikeside C, onde venceu rounds consecutivos. Fazendo a Havan pontuar somente no fim do half, assim empatando o placar por 6 a 6.

Na segunda metade, a GL cresceu novamente no jogo e consolidou sua defesa nos spikesides. Onde novamente o mwzera foi o jogador de impacto no mapa por suas rotações de spikesides e jogadas individuais. Como resultado, a Gamelanders venceu o segundo mapa por 13 a 9 e avança pela chave superior da competição.

Confira as estatísticas da partida:

Placar Geral - Gamelanders x Havan Liberty
Reprodução: vlr.gg

Sharks x SLICK

Icebox

O primeiro o mapa de estreia do segundo confronto foi na Icebox, mapa de escolha da SLICK. No primeiro half, a SLICK mostrou sua composição de agentes alinhadas e com boas execuções em seu lado atacante. Como resultado, lendo com facilidade as jogadas da Sharks e abrindo um placar elástico de 9 a 3 no fim da primeira metade.

Na virada de lado, a SLICK continuou com sua hegemonia e bom controle dos spikesides. A equipe tentou voltar para a partida, mas a derrota no round pistol e no clutchs fizeram os tubarões fecharem o segundo half sem pontuação. Por fim, a SLICK fechou em seu mapa de escolha por 13 a 3.

Ascent

O segundo mapa foi a Ascent, mapa de escolha da Sharks. E diferente da Icebox, a Sharks não se abalou e voltou forte para o mapa. Com jogadas rápidas, a Sharks abriu um placar elástico de 6 a 0 e neutralizou a composição de agentes inimigo. Entretanto, a SLICK reagiu na partida e diminuiu o placar, assim ficando 8 a 4 para os tubarões no fim do half.

Na segunda metade, a Sharks devolveu o placar do mapa passado e também não deixou a SLICK pontuar. Portanto, com seu domínio dos spikesides, a Sharks venceu na Ascent por 13 a 4 e levou o confronto para o terceiro mapa.

Haven

A decisão ficou na Haven. Onde no primeiro half, a SLICK abriu a vantagem vencendo os primeiros quatro rounds em seu lado atacante. Porém, a Sharks não se rendeu e também encaixou rounds em sequência com bons retakes e controle de mapa. Como resultado, os tubarões fecharam o primeiro half por 7 a 5.

Na virada de lado, a SLICK venceu o round pistol e os dois seguintes. Contudo, o segundo half foi acirrado entre as duas metades, onde cada round foi vencido no detalhe. Entretanto, no placar de 10 a 9, o clutch 1×3 de Gabriel “gaabxx” Carli levou a Sharks dominar nos rounds finais. E por fim, fechando o mapa por 13 a 11 em cima da SLICK.

Confira as estatísticas da partida:

Placar Geral - Sharks x SLICK
Reprodução: vlg.gg

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Quer ver o seu conteúdo aqui no M+? Se inscreva em nosso banco de talentos e faça parte da equipe mais incrível que a internet já viu! Não perca tempo, clique aqui e faça parte você também!

Leia também:

Wild Rift: Baiano anuncia Cbolinho, campeonato mobile

M+ Podcast 66: Os cardgames no Esports

MSI 2021: Confira as datas dos jogos da paiN

Comentários

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente escrevo sobre CS:GO e Valorant. Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.