W7M confirmam vaga na Libertadores de R6 | Multiverso+

W7M confirmam vaga na Libertadores de R6

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege 2022 chegou ao fim após a Super Semana, que fez jus ao nome que carrega. Foram três dias de jogos emocionantes que definiram as equipes que representarão o Brasil na Copa Elite Six da América, a “Libertadores do R6”, e os times que jogarão a Copa do Brasil. 

E assim como foi durante todo o primeiro turno, a W7M Esports manteve um desempenho acima da média e após duas vitórias diante de 00 Nation e Team oNe, garantiu de maneira inédita presença na Copa Elite Six da América. Além disso, a pontuação alcançada (24) é o novo recorde de pontos em um turno da competição, e só não foi de maneira invicta por conta do revés sofrido na última partida contra a INTZ. 

Outro destaque da semana é a classificação da FURIA Esports para a Elite Six, decidida no último jogo do domingo. A Pantera – que venceu os confrontos na rodada contra Black Dragons, INTZ e Ninjas in Pyjamas – teve que esperar até o último jogo da Super Semana entre FaZe Clan e Team Liquid para saber se estava garantida na competição internacional ou se jogaria a Copa do Brasil. Com a contribuição da Cavalaria, a FURIA ficou com a quarta vaga na Copa Elite Six, se juntando a W7M, Team oNe e a própria Team Liquid como representantes brasileiras na competição continental. 

A classificação final do primeiro turno do Brasileirão de R6 ficou com a W7M Esports na liderança, com 24 pontos. Team Liquid (19), Team oNe (16) e FURIA Esports (14) fecham o G-4. Na quinta colocação ficou a Black Dragons, com os mesmos 14 pontos da FURIA, porém atrás nos critérios de desempate. FaZe Clan e MIBR com 13, INTZ com 9, 00 Nation com 8 pontos e Ninjas in Pyjamas com 5 fecharam a tabela de classificação.  

Agora, o Brasileirão terá uma pausa e dará lugar para as disputas da Copa Elite Six da América, torneio continental que garante vaga para o próximo Six Major, em Charlotte, e para a Copa do Brasil, competição que reúne as equipes que não se classificaram para a Elite Six e também as melhores colocadas da Liga Six. Além destas, a novidade nesta temporada será a participação da campeã do primeiro turno do Circuito Feminino: B.Asqueras. 

A Copa do Brasil terá início na próxima terça-feira (19), já a Copa Elite Six dará a largada no próximo sábado (23). Todas as partidas desses torneios contam com transmissão nos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil na Twitch e no YouTube.

Sexta-feira (15/04)

IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil
IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil

Black Dragons 4×7 FURIA Esports 

A abertura da Super Semana trouxe um duelo bastante peculiar. Os gêmeos Felipe “Nade”, da Black Dragons, e Thiago “Handyy”, da FURIA, se enfrentaram pela primeira vez na elite do cenário profissional de Rainbow Six Siege. No duelo disputado no mapa Clube, a FURIA garantiu a vitória e somou três pontos importantes para seguir em busca da classificação na Copa Elite Six da América, a “Libertadores do R6”.  A BD iniciou conquistando o primeiro round, mas a adversária dominou o ataque e abriu grande vantagem, além de contar com um ace protagonizado por Diogo “Fntzy”, MVP da partida, para fechar o placar em 7 a 4. 

Assistente do coach da FURIA, Luiz “Kizi” analisou o jogo e enfatizou a preparação da equipe: “Nós tínhamos consciência do que eles poderiam fazer e fomos para jogar dentro das nossas estratégiasEstamos treinando esse mapa há bastante tempo, preparando ele, ainda não tínhamos jogado com essa line nova, soubemos escolher o que era melhor para cada situação. Tivemos também um trabalho psicológico, de dar segurança e acalmar os meninos, para termos o melhor desempenho possível no Clube, que sabemos que é bom e iríamos bem, independente do adversário”. 

Team Liquid 8×7 MIBR 

Em jogo extremamente disputado, no mapa Arranha-Céu, a Team Liquid garantiu o resultado positivo contra a MIBR. Na prorrogação, a Cavalaria acumulou mais dois pontos e ficou mais perto de garantir uma vaga na “Libertadores do R6”. O MIBR até teve um bom início na defesa, mas não foi suficiente para garantir a vitória em cima da Cavalaria.  

O jogador da Team Liquid, Gabriel “Ask”, falou um pouco mais sobre a estratégia da equipe: “Nós tivemos a resiliência de segurar o jogo porque sabíamos que a nossa defesa era forte. Poucos times sabem atacar no Arranha-Céu, o mapa ainda é muito de defesa, então focamos em jogar bem desse lado. Ganhamos alguns rounds em clutches, a qualidade dos nossos jogadores é muito grande, mas na minha opinião o ponto-chave para garantirmos a vitória foram mesmo as defesas”. 

FaZe Clan 7×4 INTZ 

Também no mapa Arranha-Céu, a FaZe Clan bateu a INTZ por 7 a 4. Resultado importante para mantê-la na disputa por uma vaga no G-4 da competição. Após terminarem a primeira metade do mapa empatadas em 3 a 3, a FaZe conseguiu fazer uma leitura de jogo perfeita e, com uma defesa sólida, garantiu a vitória.  

“Já tínhamos uma boa leitura da INTZ. A nossa comissão técnica, tanto o Ramalho quanto o ‘Dxrk’, nosso analista, fizeram um excelente trabalho durante a semana para esse jogo e para os dois que virão a seguir. Em tática, tínhamos toda a leitura da INTZ e trabalhamos ao longo da semana para reunir todas as informações possíveis e isso foi primordial para a vitória hoje. Tentamos trazer aquela sinergia que tivemos no Six Major do ano passado, quando conquistamos o título na Suécia, estamos tentando recuperar essa sinergia para o pessoal trabalhar o mais fluido possível”, contou Leandro “Portela”, manager da FaZe Clan.  

00 Nation 2×7 W7M Esports

 A W7M garantiu mais uma vitória para seguir invicta no campeonato, desta vez em cima da 00 Nation. No mapa Mansão, os Bulls perderam apenas dois rounds durante a fase de ataque e conseguiram um resultado que os deixou ainda mais perto da classificação para a Copa Elite Six da América, primeira competição internacional da equipe. 

Gustavo “Herdz”, atleta da W7M, comentou sobre a expectativa para os próximos jogos da Super Semana do Campeonato Brasileiro: “Queremos manter essa linha de vitórias, não vamos diminuir o ritmo em nenhuma partida. O foco e a preparação são os mesmos desde o início do campeonato e nada vai mudar. Não é porque estamos classificados que vamos jogar diferente. Vamos seguir fazendo a mesma coisa até o final da competição”. 

 Ninjas in Pyjamas 2×7 Team oNe 

No último duelo da sexta-feira, a Team oNe garantiu uma vitória importante sobre a Ninjas in Pyjamas. A equipe, que já estava no G-4, buscava consolidar uma vaga para a Copa Elite Six. No mapa Arranha-Céu, os Golden Boys dominaram rounds, tanto no ataque, onde começaram, quanto na defesa. Com a derrota, diminuíram ainda mais as chances da Ninjas in Pyjamas conquistar a classificação para a “Libertadores do R6”. 

Lorenzo “Lagonis”, da Team oNe, comentou sobre a preparação da equipe durante a semana para garantir bons resultados: “A semana foi puxada, principalmente por estarmos com um time novo. Na Super Week temos três rodadas, três dias seguidos de competição, então temos que treinar mais ainda e preparar mais mapas. É tudo muito incerto, quanto mais times temos para jogar contra, temos mais mapas para nos preparar, porque com cada time é um mapa diferente, basicamente. Foi uma preparação bem intensa e fico feliz que o primeiro passo tenha gerado bons resultados”.

Sábado (16/04)

 IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil
IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil

FaZe Clan 7×5 MIBR 

Na abertura dos confrontos do sábado, FaZe e MIBR – que buscavam a classificação para a Elite Six – mediram forças no mapa Fronteira. A primeira metade da partida terminou empatada, com ataques bem executados pelo MIBR (destaque para o ace de Enzo “Rappz”)  e uma defesa sólida por parte da FaZe Clan. A virada de lados também contou com diversas alternâncias de momentos de superioridade a cada round, porém o ataque comandado por Leonardo “Astro” se mostrou mais eficaz e fechou o mapa em um disputado 7 a 5. 

“A escolha do mapa Fronteira deve ter surpreendido o MIBR, porém a gente se preparou bastante. Estudando os jogos deles neste mapa, percebemos que eles repetem bastante as estratégias durante o ataque. Pelo nosso lado, fomos surpreendidos em alguns rounds, porém focamos em counter plays”, comentou o analista da FaZe, Cesar “Dxrk”. 

FURIA Esports 7×2 INTZ 

O mapa escolhido para o embate entre a Pantera e os Intrépidos foi Banco. O ataque da FURIA começou avassalador – com direito a um 4K de Rennan “rare” – e fechou a primeira metade com 5 a 1 no placar. Na troca de posições, a Pantera continuou soberana, com defesas bem postadas e finalizou a partida em 7 a 2. 

Ao final da partida, o coach Marlon “Twister” falou sobre a vitória: “Sendo sincero, o domínio do jogo pela nossa parte está concentrado na execução, pois o estudo foi bem básico, com o veto de mapas favorável para nós”. O coach também comentou sobre a busca pela classificação para a Copa Elite Six: “Sabemos que pela mudança de line-up, o começo do campeonato não seria perfeito. Entretanto, nosso diferencial foi continuar trabalhando e não há problema em não ter resultados positivos no começo, pois sabemos que colheremos conquistas no futuro”. 

Team oNe 3×7 W7M Esports 

T1 e W7M, duas equipes mais bem colocadas do BR6, mediram forças no mapa Banco. A primeira metade do mapa contou com destaque do Golden Boy Gabriel “Maia”, primordial para garantir o empate durante a defesa da oNe. Na troca de lados, os Bulls repetiram o desempenho coletivo que vêm apresentando no decorrer da competição e fecharam o mapa em 7 a 3. 

Felipe “Abreu”, coach dos Bulls, não imaginava que a equipe iria entrosar e garantir oito vitórias consecutivas em tão pouco tempo: “Fizemos uma pré-temporada bem diferente das demais equipes ao não disputar o qualificatório para o Six Invitational. Estamos treinando muito e, neste jogo contra a Team oNe, já sabíamos como seria este mapa e baseamos nossa tática em contra-atacar o adversário, também como forma de estudo para a Elite Six. O jogador mais experiente da equipe, Gleidson “GdNN1”, comentou que no Rainbow Six é importante ter atenção com os fatores externos que também contribuem para a evolução da equipe. 

Black Dragons 7×2 Ninjas in Pyjamas 

Pelo penúltimo confronto do dia, a Black Dragons enfrentou a NiP no mapa Clube. A BD começou no ataque e abriu 4 a 2 na primeira metade, com destaque para jogadas individuais de Felipe “nade” e Vinicius “Patoxy”. Na parte defensiva, foi a vez de Guilherme “Bassetto” brilhar por parte dos Dragões e trazer a vitória por 7 a 2 contra os Ninjas. 

“A escolha de mapas foi previsível e esperávamos que teríamos certa facilidade neste jogo, pois analisamos o Clube da NiP e aplicamos jogadas que os deixariam com dificuldades para finalizar as rodadas”, comentou o coach da Black Dragons, Igor “Freezao”. Ele também revelou que este split foi de bastante aprendizado para equipe, pelo fato de terem perdido um jogador de extrema importância: “O ‘Live’ era o capitão da equipe, então precisávamos adaptar essa parte e voltaremos mais fortes no próximo turno”.

 00 Nation 7×8 Team Liquid 

O último confronto do sábado teve como palco novamente o mapa Clube. A Cavalaria e a Nação fizeram o embate mais equilibrado do dia, com diversas eliminações consecutivas e mudanças de superioridade, levando a partida para a prorrogação. Destaque da partida foi o clutch de Paulo “psk1”, que efetuou um 1×2 depois da equipe da ZeroZero armar o desativador. Na prorrogação, a Team Liquid levou a melhor e ganhou novamente pelo placar de 8 a 7 nesta Super Semana, garantindo a classificação para a Copa Elite Six da América. 

“Este jogo irá servir de grande aprendizado, pois tivemos diversos erros ao decorrer da partida”, comentou Paulo “psk1”. De acordo com o jogador, agora 100% classificados para a “Libertadores do R6”, a Cavalaria não irá tirar o pé do campeonato: “Iremos continuar lutando para subir ainda mais na tabela e buscar corrigir nossos erros”. 

Domingo (17/04)

FURIA Esports 8×7 Ninjas in Pyjamas 

A disputa pela última vaga na Copa Elite Six começou a ser definida justamente no primeiro jogo do domingo, com a vitória da FURIA Esports diante da Ninjas in Pyjamas, em duelo disputado no mapa Fronteira. Já fora da disputa por uma vaga no G-4, a NiP iniciou o ataque de forma fulminante, abrindo três rounds de vantagem, mas a FURIA reagiu e as equipes terminaram a primeira metade do confronto com três rounds conquistados cada. Na troca de lados, os Ninjas voltaram a sair na frente, mas viram a Pantera retomar a dianteira na sequência e, após trocarem vitórias em rounds, o confronto seguiu em igualdade, forçando um overtime

 Na prorrogação, a NiP novamente saiu na frente, mas a FURIA levou os dois rounds seguintes e garantiu a vitória por 8 a 7. Com o resultado, a FURIA assumiu a quarta posição e ficou na expectativa dos confrontos da Black Dragons e FaZe Clan, duas únicas equipes capazes de ultrapassarem na classificação. 

Atleta da FURIA, Luiz “Miracle” comentou sobre a vitória e o fato da classificação depender de outros resultados: “Perdemos os três primeiros rounds porque eles estavam jogando muito nos nossos erros. Conseguimos conversar e acertar esses pontos pra poder voltar ao jogo e conseguir vencer os rounds. A nossa parte nós fizemos, agora precisamos aguardar”. 

Black Dragons 7×3 Team oNe 

No segundo jogo do dia, a Black Dragons entrou precisando vencer a FaZe Clan e não poderia perder mais de um round para tomar o quarto lugar conquistado pela FURIA. A vitória até veio, mas logo de cara os Golden Boys jogaram um balde de água fria na pretensão dos Dragões. Em duelo disputado no mapa Oregon, a T1 abriu logo dois rounds de vantagem, acabando assim com a esperança da BD. Mas nos rounds seguintes a Black Dragons começou a enfileirar vitórias e terminou o ataque com vantagem de 4 a 2. Na virada de mapa, os Dragões seguiram na frente e, mesmo com a Team oNe diminuindo a diferença, a BD fechou o confronto em 7 a 3.  

Igor “freezao”, coach da Black Dragons, analisou o confronto: “Obviamente depois dos dois primeiros rounds que eles levaram, a pressão diminuiu e o jogo fluiu melhor pra nós. Mas nossa proposta de jogo não seria diferente se tivéssemos vencido os dois rounds. Foi uma infelicidade ficar fora de um campeonato internacional por causa de dois rounds, mas fica o aprendizado”. 

00 Nation 4×7 MIBR 

O MIBR, que antes dos primeiros jogos de domingo tinha uma chance remota de classificação, encarou a equipe da 00 Nation, mas por conta da vitória da FURIA, as chances já tinham se encerrado. Porém o MIBR não se deixou abater e venceu a Nação em confronto no mapa Oregon. A 00 abriu dois rounds de vantagem, a adversária tomou a dianteira, mas a Nation empatou a série e a primeira metade terminou empatada em 3 a 3. O MIBR iniciou seu ataque largando na frente com dois rounds conquistados, a 00 chegou a diminuir, mas a rival fechou o confronto em 7 a 4. 

Coach do MIBR, Guilherme “Guille” afirmou que a equipe entrará na Copa do Brasil em busca do título: “Nossa postura vai ser para jogar o jogo e vencer. Vamos pegar amanhã para estudar nosso adversário e buscar esse título. Até porque, na última edição que participamos, caímos na primeira fase e agora queremos um desempenho melhor”.

INTZ 8×7 W7M Esports 

A grande sensação do campeonato, W7M Esports, já estava garantida na Copa Elite Six e com o recorde de pontos conquistados por uma equipe em um turno do Campeonato Brasileiro. Tudo indicava que os Bulls viriam para mais uma vitória, mas a INTZ estava disposta a acabar com essa invencibilidade. 

Em duelo disputado no mapa Mansão, os Intrépidos tiveram um ataque avassalador e abriram cinco rounds de vantagem. Com apenas um round perdido, a INTZ fechou a primeira metade em 5 a 1. Logo de cara, os Intrépidos conquistaram mais um ponto e tiveram nas mãos cinco oportunidades de fechar a partida, mas a W7M mostrou o porquê é um dos destaques do BR6 em 2022. Com um enorme poder de reação, levou a partida para o overtime. Na prorrogação os Bulls tomaram a dianteira, mas os Intrépidos viraram e garantiram a vitória por 8 a 7, quebrando a invencibilidade da W7M. 

“É uma vitória muito importante para nós. Viemos com um planejamento muito forte e isso se mostrou no nosso ataque. Acabamos vacilando na defesa, mas nosso jogo voltou a encaixar e garantimos a vitória. Queremos nos consolidar e vamos usar a Copa do Brasil para isso”, afirmou Vitor “Vittzzz”, atleta da INTZ. 

FaZe Clan 3×7 Team Liquid 

O último e – pelas circunstâncias – mais esperado confronto da Super Semana ficou a cargo de um dos grandes clássicos do cenário, entre FaZe Clan e Team Liquid. A FaZe dependia apenas de si para se garantir para a Copa Elite Six, porém logo de cara a já classificada Liquid demonstrou que não facilitaria o caminho da rival e no jogo disputado no mapa Mansão abriu três rounds de vantagem logo no início. A FaZe diminuiu a diferença, mas a Cavalaria terminou a primeira metade do mapa com 5 a 1 de vantagem.  

Quando passou para o ataque, a Liquid até viu a adversária encostar no placar em duas oportunidades, mas fechou o confronto por 7 a 3. Resultado que garantiu a classificação da FURIA Esports para a “Libertadores do R6”. 

De acordo com Luccas “Paluh”, jogador da Team Liquid, a pressão pela vitória do adversário fez com que o time pudesse jogar com tranquilidade: “Acho que a pressão pela vitória estava do outro lado. Nós jogamos de forma tranquila, dentro do nosso padrão, e conseguimos explorar os erros deles. Em partidas como essas jogamos o básico. Às vezes dá certo, outras não. Hoje funcionou”.

IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil
IMAGEM: Rainbow Six Esports Brasil
Comentários

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.

Mayara Cruz

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.