Plushland Curse: Conheça o jogo Soulslike brasileiro

A Luski Game Studio, empresa desenvolvedora de Aurora: A Child’s Journey, um incrível título, ganhador do Games for Change América Latina 2020 e finalista do melhor jogo de Impacto do BIG Festival 2021 , anunciou nesta segunda-feira (31/05) um novo projeto com lançamento esperado para 2023. Plushland Curse vêm com a proposta de ser um jogo soulslike (games inspirados em Dark Souls). Porém, os desenvolvedores querem trazer inovações no campo da temática e jogabilidade. Confira o trailer em primeira mão:

 

Plushland Curse conta a história de um bicho de pelúcia controlado pelo player. O objetivo é passar por todas as sessões de um parque de diversões abandonado, libertando todos os brinquedos que lá vivem.

Sobre Plushland Curse:

A maioria dos jogos soulslike contam com uma estética pesada e melancólica. Entretanto, os desenvolvedores de Plushland Curse esperam introduzir uma “narrativa cômica” com “inimigos burlescos” para dar um tom diferente aos games desse gênero, muito mais colorida e “divertida”. Mas essas diferenças estéticas não procuram anular a dificuldade da gameplay. Afinal, essa é essencial dentre aqueles que se inspiram em Dark Souls e procuram algo parecido.

O conceito do inimigo Xilomelo.(Divulgação/Luski Game Studio)

Além disso, no campo da jogabilidade, o estúdio promete caprichar nas opções de customização do personagem. Com seu anúncio, também foi dito que os jogadores poderão controlar um “animal de pelúcia 100% costumizado” pelo usuário.

Imagem mostrando três ursos de pelúcia customizados; da esquerda pra direita: o primeiro tem um moicano e segura uma faca; o do meio utiliza uma banda e segura a cabeça de um monstro; o terceiro utiliza uma armadura de folha e uma colher
Aqui há alguns exemplos de customizações que serão possíveis dentro do game. (Divulgação/Luski Game Studio)

Contudo, as inovações não ficam presas nas customizações; duas mecânicas também serão introduzidas para serem utilizadas dentro de combates: baterias e a gambiarra elétrica. As baterias tem como objetivo aumentar efeitos como correr ou atacar e, quando sobrecarregadas, podem ser utilizadas como armas. Enquanto isso, a gambiarra elétrica tem como objetivo melhoras as armas do player, possibilitando utilizar ataques especiais. Os desenvolvedores também prometem uma variedade extensiva de armas.

Imagem com alguns exemplos de objetos utilizados em batalhas. Da esquerda para a direita, de baixo para cima: uma colher retalhada, um espeto junto de um pedaço de madeira; uma tesoura aberta com as duas cavidades ligadas por uma corda e um prego como flecha; um cano com facas ligadas nele, e, por fim, em cima de todas essas, um pedaço de madeira grande com pregos colocados na sua ponta
Alguns exemplos de armas que terão dentro do jogo. (Divulgação/Luski Game Studio)

 

História do game

Personagem Paturso.(Divulgação/Luski Game Studio)

De acordo com os desenvolvedores, a história se passa em um parque de diversões, quando um brinquedo desprezado pelos outros brinquedos que lá viviam acabou descobrindo uma substância “capaz de deixar qualquer criatura mais forte e insana”; o açúcar. Esse brinquedo utilizou esse resíduo para criar seu próprio exército e dominar o parque e vingar-se de quem maltratava ele.

Uma profecia dizia que um dia, um brinquedo “muito poderoso” sairia da máquina de garra e libertaria a sociedade. Você será responsável por libertar todos do controle do vilão. Serão ao todo 6 áreas completas para explorar, dentre elas estão: Ilha Pirata, o Mundo Doce e a Viagem ao Espaço.

Em termos de público, a Luski Game espera atrair tanto os fãs de soulslike quanto jogadores casuais. Justamente por isso, é provável que o game não seja tão longo quanto os que servem de inspiração para o gênero, mas ainda com um tempo de jogo considerável para se apaixonar no universo sombrio ao estilo Toy Story 3(só que mais sombrio). Mas isso não significa que não terá conteúdo para todos os tipos de jogadores – como aqueles que preferirem seguir com a história principal ou fazer milhares de sidequests.

Uma preview, ainda bem “crua”(visto que o lançamento será apenas em 2023), de como seria o jogo:

 

Sobre a Luski Game Studio

Inicialmente um projeto feito entre colegas de faculdade, a Luski Game se estabeleceu como uma empresa com enorme potencial depois de Aurora: A Child’s Journey.

A empresa conseguiu ser indicada para categorias em algumas premiações, como a Games for Change América Latina 2020 e de Melhor jogo de Impacto Social no Brazil’s Independent Game (BIG) Festival, ambos por causa de Aurora. Porém, a empresa só conseguiu ganhar o primeiro desses dois prêmios. Contam hoje com 10 integrantes e 4 títulos publicados.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

 

Leia também:

Aurora: A Child’s Journey, jogo indie brasileiro, tem trailer lançado

Uncharted 4: Exclusivo da Sony pode chegar para PC

Free Fire e McLaren Racing fecham parceria de conteúdo exclusivo

Quer ver o seu conteúdo aqui no M+? Se inscreva em nosso banco de talentos e faça parte da equipe mais incrível que a internet já viu! Não perca tempo, clique aqui e faça parte você também! 

Comentários

Sempre me chamam por Muri! Sou fanático por jogos de RPG e de ritmo. Também tenho fascínio animações e quadrinhos japoneses (animes e mangás), bem como pelo cenário musical nipônico. Atualmente estudo Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.

Murillo La Fonte

Sempre me chamam por Muri! Sou fanático por jogos de RPG e de ritmo. Também tenho fascínio animações e quadrinhos japoneses (animes e mangás), bem como pelo cenário musical nipônico. Atualmente estudo Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.