Mudanças no underground, novos pokémons e uma nova região: as novidades da Pokémon Presents | Multiverso+

Mudanças no underground, novos pokémons e uma nova região: as novidades da Pokémon Presents

Hoje (18/08), a Pokémon Company fez uma “Pokémon Presents” no YouTube. A apresentação tinha como objetivo mostrar novidades dos próximos dois lançamentos da franquia: Legends Arceus e Brilliant Diamond/Shining Pearl. Além disso, a live contou com a presença de outros jogos, principalmente os de celular. Confira com a gente os principais anúncios!

Jogos Pokémon de Mobile

A Pokémon Presents começou com novidades sobre o MOBA da empresa: Pokémon Unite. Apesar de só ter lançado para Nintendo Switch até o momento, a data de lançamento prevista do game em Android e IOS é no dia 22 de setembro e contará com alguns prêmios exclusivos para aqueles que se inscreverem antes do lançamento. O jogador poderá resgatar Zeraora e uma versão exclusiva de Pikachu. Além disso, foram anunciados dois novos monstrinhos para o jogo: Mamoswine e Sylveon.

Logo depois, foi anunciada uma nova versão do game Café Mix, um jogo de puzzle exclusivo dos celulares. A nova versão foi chamada de Pokémon Café Remix, e contará com novos mapas e quebra-cabeças.

Outro game exclusivo de smartphones que teve presença foi Pokémon Masters EX, que contará com um evento de comemoração de dois anos. O jogador poderá se juntar à mais de 100 sync pairs por tempo limitado, além de lutar contra alguns eventos de lendários. Também, haverá um pedaço de história tratando sobre os vilões dos jogos principais da franquia.

Para fechar os anúncios em jogos mobile, Pokémon Go anunciou seu evento em comemoração do aniversário de 5 anos do game com a vinda dos monstrinhos de Galar e um evento com o pokémon Hoopa.

Pokémon Brilliant Diamond/Shining Pearl (BDSP)

Depois dos games de mobile, foi a hora de um trailer dos remakes da quarta geração de Pokémon ser introduzido.

Antes de uma análise sobre o conteúdo do trailer, o que se pôde notar foram gráficos muito mais polidos e bem-acabados. Isso mostrou um trabalho cuidadoso do pequeno estúdio, ILCA, à qual a Pokémon Company deu a responsabilidade de desenvolver BDSP. A tendência à fazer jogos fieis ao original se manteve, e até mesmo na Pokédex foi mantido o visual do jogo original.

Imagem mostrando um fundo de floresta bastante saturado com muitas árvores e, em primeiro plano, um pokémon pinguim soltando bolhas em outro à sua frente.
Imagem do campo de batalha no primeiro trailer, criticado pelo gráfico pouco polido e saturado (Reprodução/Pokémon Company)
imagem com fundo de florestas e, em primeiro plano, um pokémon pinguim e um pokémon castor.
Imagem que mostra o campo de batalha retrabalhado no último trailer (Divulgação/Pokémon Company)
Imagem mostrando informações sobre um pokémon castor onde se lê: Número 13, Bidoof.
Esse é o “novo” Pokédex, muito fiel ao original (Divulgação/Pokémon Company)

Os personagens chibi também foram completamente retrabalhados, o que dá pra perceber principalmente nas mãos dos personagens que foram criticadas no primeiro trailer por serem “muito grandes”. A diferença é evidente.

Imagem mostrando uma casa e duas pessoas esbarrando uma na outra, uma loira e outra de boné. Ao seu lado, há várias árvores bastante saturadas.
Imagem do primeiro trailer (Reprodução/Pokémon Company)
Imagem mostrando duas pessoas conversando em meio à uma floresta, uma loira e outra de cabelos pretos. Ao lado esquerdo das pessoas, há uma placa escrita "201"
Imagem do último trailer (Reprodução/Pokémon Company)

O trailer também veio recheado de novidades. Além de mais gravações do mundo, mostrando alguns locais do jogo, o vídeo revelou que o treinador poderá ter um pokémon lhe seguindo nas costas (algo que os jogadores pediam de volta desde HeartGold/SoulSilver). Outra revelação também dos outros jogos foi a volta das lojas de roupas, que permitem ao jogador mudar seu estilo.

Imagem mostrando um personagem chapéu correndo sob asfalto com um pokémon esquilo às suas costas. Abaixo do menino, aparece uma mulher de cabelos loiros e um homem com boina verde, além de uma casa de telhado da mesma cor. Acima do personagem, é possível ver diversas construções e postes.
Treinador sendo seguido por um Pachirisu (Divulgação/Pokémon Company)
Mulher em meio à um ambiente nevado, utilizando gorro vermelho, blusa branca e amarelo e saia longa da mesma cor, sorrindo diretamente para o espectador
Uma das possíveis roupas diferentes que o jogador poderá utilizar (Divulgação/Pokémon Company)

Outras novidades foram mudanças no Super Contest (modo de competições), na decoração de pokébolas e no Underground. Agora, as competições estão completamente retrabalhadas e até com uma parte que se assemelha à um jogos de ritmo. Na questão de pokébolas, decorá-las permite ao jogador invocar seus monstrinhos com efeitos visuais diferentes.

Palco mostrando 4 pokémons: um pikachu, outro pokémon fantasma, um pokémon castor e, por fim, um pokémon palhaço. Em volta destes, há ícones mostrando seu detalhe e, abaixo deles, uma barra mostrando indicações de jogo de ritmo.
Imagem de uma das categorias dos Super Contests que se assemelha à um jogo de ritmo (Divulgação/Pokémon Company)
Imagem mostrando a decoração de uma pokébola transparente com diversos símbolos. Da esquerda pra direita: coração, estrela, anéi, nuvem, raio, bolhas, chama, um símbolo laranja, uma pétala, notas musicais, nuvens roxas, uma espiral, um floco de neve e um símbolo de fogo.
Você poderá adicionar stickers nas pokébolas e, então, quando você soltar seu pokémon… (Divulgação/Pokémon Company)
Imagem com um fundo de floresta mostrando uma personagem e, em primeiro plano, um pokémon esquilo soltando bolas de raio à sua volta.
Ele sairá soltando um efeito diferenciado! (Divulgação/Pokémon Company)

Já no Underground, as mudanças foram massivas. Agora, os jogadores podem interagir em tempo real pela internet (ao contrário de somente por infravermelho, como era no original) e construir bases secretas, decorando-as. A maior mudança, porém, são os chamados Pokémon Hideaways, onde monstrinhos de diferentes regiões podem ser encontrados e capturados. Essas áreas do subterrâneo estarão espalhados por toda Sinnoh e em uma variedade de terrenos.

Mapa mostrando diversos caminhos cavados e algumas regiões maiores. da esquerda para a direita, de baixo para cima: um lago, uma região de lava, uma região costeira, uma floresta e uma região de tundra.
Mapa do subterrâneo de Sinnoh (Divulgação/Pokémon Company)
Caverna mostrando um personagem ao centro com várias estátuas de pokémons à sua volta.
Aqui, é mostrado um exemplo de uma base secreta (Divulgação/Pokémon Company)
Personagens percorrendo uma floresta. Há três no total, além de um pokémon gambá. No canto superior esquerdo, há um mapa com vários pontos de interrogação.
Nessa imagem é mostrado um dos Pokémon Hideaways no modo multiplayer (Divulgação/Pokémon Company)

Os jogos comprados até fevereiro também receberão o Pokémon Manaphy.

Veja o trailer completo abaixo:

Pokémon Legends Arceus

Após todas as novidades de BDSP, a Presents deu palco para o jogo mais esperado da franquia nos últimos anos: Legends Arceus. O motivo da expectativa não é pouco, já que o game promete mudar a maneira como Pokémon é jogado atualmente, inclusive no próprio sistema de batalhas e no aspecto visual, muito baseado em The Legend of Zelda Breath of The Wild.

O jogo se passará numa região “nova”: a região de Hisui, que futuramente se tornaria Sinnoh. Porém, algumas particularidades ainda se mantém.

Mapa mostrando diversas regiões com um vulcão ao centro. Há uma região de floresta, uma de deserto, outra de praia, outra de gelo.
Mapa da região de Hisui (Divulgação/Pokémon Company)
Imagem mostrando uma personagem olhando para o horizonte, onde, ao fim de uma rua repleta de casas, há um prédio maior.
Imagem da cidade de Jubilife, que servirá de base de operação no jogo (Divulgação/Pokémon Company)

A ideia de Legends Arceus é funcionar de uma maneira diferente dos outros jogos da série principal. A principal ideia é juntar elementos de action RPG com o que se tem habitualmente em Pokémon. No sistema de batalha, por exemplo, ao invés do sistema tradicional em que oponente e jogador atacam ao mesmo tempo, os combates ocorrerão em turnos baseado na velocidade dos pokémons. Os mais rápidos poderão até acabar tendo dois turnos seguidos. Também, tudo isso ocorre sem que se troque uma tela, além de ter mecânicas únicas para lidar com a questão dos turnos.

Os estilos de batalha de agilidade e força permitem certa fluidez. O primeiro permite que mais turnos aconteçam em menos tempo, diminuindo o quanto de dano os ataques darão; do contrário, o segundo permite ataques mais fortes mas com um intervalo maior entre si.

Imagem mostrando um personagem e dois pokémons em um fundo de floresta. Os dois pokémons estão em batalha. No canto direito, há uma barra mostrando os turnos de cada pokémon.
Como é possível ver na direita, a questão de turnos é uma coisa bem diferente deste jogo em relação aos outros (Divulgação/Pokémon Company)

Outra questão bastante diferente será o próprio decorrer do jogo, que não será linear como em outros da franquia. A ideia é que se possa fazer uma gameplay estilo mundo aberto, observando, capturando e coletando informações sobre Pokémons para o Galaxy Team, uma equipe de pesquisadores em Jubilife que querem sua ajuda para completar o primeiro Pokédex de Hisui. Para completar este objetivo, há até campos administrados por essa equipe onde os jogadores podem descansar e construir itens a partir da coleta de materiais.

Prédio vermelho com teto azul e com dois andares. No canto esquerdo do prédio, há a estátua de um Magikarp.
Base do Galaxy Team em Jubilife (Divulgação/Pokémon Company)
Tela mostrando uma pokébola e os materiais exigidos para sua confecção.
Tela de construção (crafting) dentro do jogo (Divulgação/Pokémon Company)

Na jornada de coletar informações de pokémons, eles poderão reagir de formas diferentes; alguns serão amigáveis, outros te atacarão e outros apenas fugirão. Neste jogo, o próprio jogador é vulnerável e pode sofrer dano dos monstrinhos. Também há “chefões” – pokémons mais fortes que o normal e extremamente agressivos.

Imagem em fundo de floresta mostrando dois pokémons principiando batalha. No canto inferior direito, há um botão escrito "Fight".
Tela de batalha ao entrar em combate (Divulgação/Pokémon Company)
Tela mostrando diversos requisitos à serem cumpridos e no canto direito diversos pokémons
Imagem que mostra a Pokédex dentro deste jogo (Divulgação/Pokémon Company)

Por fim, foram revelados dois pokémons novos e duas formas regionais de outros que já existiam. Confiras suas formas e detalhes:

Wydeer

Wydeer é a evolução de Stantler, pokémon da segunda geração. Até o momento, essa evolução é confirmada como exclusiva de Hisui pelo site oficial do jogo. Stantler teria se adaptado à vida próxima aos humanos e é dito que a população lhe venera há muito tempo. Ele agora ganha o tipo psíquico e se torna Normal/Psíquico. O pokémon também servirá de montaria em terra para que o jogador possa atravessar as regiões mais rapidamente.

Pokémon em formato de veado em cor cinza. O pelo na cauda, na barba, nas pernas e nas sombrancelhas é branco. Na cabeça há chifres dourados com bolas no centro.
(Divulgação/Pokémon Company)

Basculegion

Esse pokémon seria a evolução de Basculin e, assim como Wydeer, exclusivo de Hisui. Este pokémon estaria possuído por seus amigos Basculin do seu cardume que não conseguiram subir rio acima, o que faz com que ganhe o tipo fantasma, se tornando Água/Fantasma. Ele também serve de montaria na água.

Pokémon em formato de peixe com uma nuvem fantasmagórica próxima sua cauda. Suas cores alternam entre verde e vermelho.
(Divulgação/Pokémon Company)

Braviary (Hisui)

Braviary é um pokémon da quinta geração, mas, em Hisui, ele recebe uma forma diferente e se torna Psíquico/Voador. Ele é maior do que sua versão de Unova e costuma andar solitariamente. Ele também serve de montaria para o jogador quando este deseja viajar pelo ar.

Pokémon em formato de ave com o centro do corpo preto e as asas e pelo da cabeça brancos. Próximo ao rosto, há dois olhos fantasmagóricos.
(Divulgação/Pokémon Company)

Growlithe (Hisui)

Growlithe é um pokémon da primeira geração e evoluía em Arcanine. Já em Hisui, esse monstrinho não está acostumado à presença humana e parece ter aprendido à viver em pares. Seu pelo comprido é conhecido por conseguir reter calor. Essa variação de Growlithe também apresenta um duro chifre mas que facilmente quebra, e justamente por esse motivo é que ele raramente o usa. Seu tipo é Fogo/Rocha.

Pokémon em formato de cachorro com os olhos emcobertos por um pelo branco, assim como abaixo do seu queixo e na cauda. O pelo é vermelho com listras pretas. Também há um chifre na cabeça do pokémon.
(Divulgação/Pokémon Company)

Confira o trailer completo de Pokémon Legends Arceus:

E aí, foram várias novidades, né? Aparentemente, agora se deu início à temporada de hype para o lançamento desses dois jogos, como é feito de costume pela Pokémon Company. Por isso, podemos esperar mais novidades em breve.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

Dying Light 2 Stay Human: Novidades na Gamescom

Causa da morte de Christiane Louise, voz de Mercy, é revelada pela polícia

A Plague Tale: Innocence grátis na Epic Games

Comentários

Sempre me chamam por Muri! Sou fanático por jogos de RPG e de ritmo. Também tenho fascínio animações e quadrinhos japoneses (animes e mangás), bem como pelo cenário musical nipônico. Atualmente estudo Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.

Murillo La Fonte

Sempre me chamam por Muri! Sou fanático por jogos de RPG e de ritmo. Também tenho fascínio animações e quadrinhos japoneses (animes e mangás), bem como pelo cenário musical nipônico. Atualmente estudo Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero.