BR6: Team Liquid é tricampeã

A Team Liquid venceu a grande final do BR6 e com isso tornou-se tricampeã brasileira de Rainbow Six Siege. A Cavalaria conquistou o seu terceiro título na competição após vencer a equipe W7M Esports por 3 a 1 na disputa em série melhor de cinco (MD5) realizada no domingo (4) na CCXP, em São Paulo. Além do título, a vitória deu à TL o prêmio de R$ 200 mil oferecido pela competição.

A equipe campeã da Cavalaria é formada pelos pro-players resetz (Pablo Oliveira), NESKWGA (André de Jesus Oliveira), Paluh (Luccas Molina), AsK (Gabriel Santos) e Lagonis (Lorenzo Volpi), além do coach hugzord (Vitor Hugo).

O campeonato foi a cereja do bolo da participação da Team Liquid na CCXP. Além das partidas do BR6, a Cavalaria esteve presente no evento com um estande de 180m² que reuniu fãs da marca para sessões de meet and greet com talentos como como Daiki e DRN, jogadoras de Valorant, Pulga (jogador de Fortnite) e embaixadores da organização como FRTTT e Haru, entre outros, além da equipe de R6.

O embate marcou a reedição de um confronto que se tornou frequente na temporada de 2022. W7M e Team Liquid, além de se mostrarem como as duas equipes mais regulares do país, protagonizaram duelos importantes ao longo deste ano, como quando decidiram uma das edições da Copa Elite Six da América.

Na oportunidade, os Touros sagraram-se campeões ao vencerem a partida por 2 a 0. Já no Six Major Jönköping, a Cavalaria deu o troco e eliminou seus adversários na semifinal.

No primeiro mapa da final já foi possível observar que o confronto entre as duas melhores equipes da temporada do R6 nacional seria equilibrado.

Fronteira – 7×5

Fronteira foi escolhido pela W7M, que iniciou no ataque. Apesar de André “NESK” efetuar três triple kills e garantir bons pontos para a Liquid, avanços agressivos e precisão nas trocações permitiram aos Touros anotarem um 4×2 na primeira metade.

Após a troca de lados, a Cavalaria manteve-se próxima no placar ao vencer três ataques, mas parou nas boas ações individuais de seus adversários. Gabriel “volpz” anotou uma triple kill e Gustavo “Herdsz” garantiu um clutch 1×3, jogadas fundamentais para a W7M sair à frente na decisão com um 7×5 e 1 a 0 na série.

Oregon – 7×5

No Oregon, primeiro mapa de escolha da Team Liquid, o equilíbrio permaneceu. Após um início forte na defesa, a W7M pulou na frente com um 2×0. Então a Team Liquid contou novamente com a habilidade e a experiência de André “NESK”, que realizou um 4k que trouxe de volta a confiança da Cavalaria e permitiu que fossem para a defesa em um cenário favorável, com 3×3 no placar.

Após a virada de lados, o equilíbrio permaneceu e a partida parecia se encaminhar para a prorrogação. Até que Lorenzo “Lagonis” conseguiu vencer um clutch, garantiu o 7×5 para a Liquid levando a esperança aos torcedores.

Chalé – 7×3

Com o jogo empatado, Chalé foi um mapa decisivo para a definição do campeão. Nele, a Cavalaria conseguiu despontar e, embalada pelo resultado do mapa anterior, imprimiu um ritmo avassalador, conseguiu anular todas as iniciativas de ataque da W7M e abriu vantagem de cinco map points após um novo 4k de André “NESK”, eleito o MVP da final.

Os Touros ainda conseguiram encaixar duas defesas em sequência, mas não foi o suficiente para conter o ímpeto da Liquid, que manteve a calma e a consistência para decretar a vitória por 7×3 e ficar a um mapa da conquista do tricampeonato: 2×1 na série.

Cabine da Team Liquid, durante campeonato. Foto: Symon Sampaio
Team Liquid vence o BR6 de 2022. Foto: Saymon Sampaio

Clube – 7×0

A Team Liquid soube aproveitar o bom momento para administrar a vantagem no duelo, e demonstrou agressividade e confiança no Clube ao dominar a equipe adversária com suas ações efetivas no ataque. A Cavalaria precisou vencer apenas um round de defesa para emplacar um inesperado 7×0,  finalizar a decisão e conquistar pela terceira vez o título do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six.

Após a vitória, Lorenzo “Lagonis” comentou sobre a sensação de conquistar seu primeiro título nacional e sobre as ambições da equipe: “É um sentimento muito bom, é algo que sempre almejei e batalhei para conquistar. Conseguir este título com meus companheiros é bom demais. Estamos bem maduros e temos muita coisa pela frente ainda. Nosso grande objetivo agora é o Six Invitational”.

O título significou a redenção para a line-up da Team Liquid, que apesar de ser uma das equipes mais constantes do cenário nacional do R6, bateu na trave em algumas oportunidades no ano.

A Cavalaria acumulou dois vice-campeonatos durante a temporada: perdeu a final da Copa Elite Six para a própria W7M e a final do Six Major Jönköping para a Team BDS. Com a conquista, a Liquid alcança seu primeiro título no ano e o tricampeonato brasileiro, e se reafirma como uma das maiores equipes do Siege brasileiro e mundial.

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia mais:

Vivo Keyd Stars no FFWS 2022 em Bangkok

Copa do Brasil de R6: Furia vende edição de 2022

IEM Major Rio 2022: Furia vence NAVI

Comentários

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.

Mayara Cruz

Paulista, jornalista de games e eSports e apaixonada por dança.