Racismo e Intolerância no Carnaval Carioca

Sabe-se que a melhor época do ano para a maioria dos brasileiros tem muita cor, som, alegria e um nome, Carnaval, mas infelizmente por trás da festividade conhecida mundialmente existe um cenário repugnante de racismo e intolerância religiosa.

Dirigido por Valmir Moratelli, o documentário “30 Dias – Um Carnaval Entre a Alegria e a Desilusão” passeia pelos bastidores da agremiação Alegria da Zona Sul, formada por integrantes das comunidades Pavão, Pavãozinho e Cantagalo, em Copacabana há um mês do Carnaval 2019.

Temas como tentativa de doutrinação da ideologia neopentecostal sobre o manifesto negro, violência contra redutos de origem africana, descaso do poder público e falha na gestão comercial das escolas de samba, são abordados em prol da criação de possíveis debates sobre assuntos de extrema importância social. Em paralelo a isso, o longa aposta em apresentar a religiosidade do samba por meio das tradições das baianas ou até mesmo dos batuques e da ausência deles nas baterias dos desfiles.

carnaval racismo e intolerância religiosa

Quando e onde assistir?

30 Dias – Um Carnaval Entre a Alegria e a Desilusão está em circuito de exibição em TV por assinatura e será exibido até outubro pelo canal Prime Box Brazil. Vale a pena assistir essa representação do Carnaval através da lente do existe um cenário repugnante de racismo e intolerância religiosa.

Seguem datas e horários:

– 13/09, às 18h45
– 22/09, às 06h45
– 30/09, às 18h45
– 09/10, às 0h
– 24/10, às 22h
– 31/10, às 06h43

30 Dias – Um Carnaval Entre a Alegria e a Desilusão

Documentário
País: BRA
Duração: 73m
Direção: Valmir Moratelli

 

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

CURTA QUARENTENA: Festival reúne dezenas de curtas online e gratuito

Amazon Prime: Veja o que chega na plataforma em setembro

Enola Holmes: Novo longa da Netflix ganha trailer

Por que Você não Chora? é selecionado para o 48º Festival de Gramado

Comentários