AfroGames chega na favela do Vigário Geral com o objetivo de formar profissionais de esports

Afrogames foi idealizado há dois anos por Ricardo Chantilly e José Junior, o primeiro centro de capacitação e profissionalização em esports é inaugurando com os cursos de League of Legends, Programação de Jogos e Produção Musical para Games

Com mais de 300 inscrições para os cursos, 100 crianças e adolescentes já foram selecionados para começar as aulas nos cursos de League of Legends (60 alunos), Programação de Jogos (20 alunos) e Produção Musical para Games (20 alunos) no espaço do AfroGames, no Vigário Geral, favela do Rio de Janeiro.

Os três cursos serão administrados em uma sala com 21 maquinas gamer de ponta e o conforto de cadeiras gamers para os alunos e professores. A Oi Fibra é patrocinadora oficial do projeto, oferecendo toda  infraestrutura de telecomunicação com 23 pontos de internet de fibra, além de uma potente rede de Wifi. Serão cinco turmas com 20 alunos cada nesta fase inicial do projeto, com o curso de League of Legends com três turmas, Programação e Produção Musical com uma turma. Além das aulas dos cursos, todos os alunos terão aulas de inglês, que hoje é um dos requisitos mais pedidos no mercado profissional de games e esports.

Estrutura foi toda montada para que os alunos tenham uma experiência de alto nível nos esportes eletrônicos (Divulgação)

O empresário musical Ricardo Chantilly, que tem um nome de peso no show business, afirma que “os games são o novo Rock´n Roll” e vão revolucionar as novas gerações dando oportunidade para qualquer um conquistar uma posição de destaque dentro deste novo mercado profissional, seja jogador ou trabalhando nos bastidores”.

O Afrogames representa um grande passo na busca de um cenário e um mercado profissional de games mais democrático, com esta fase inicial contando com 3 cursos mais as aulas de inglês, mas com objetivo de expandir os cursos para mais modalidades de jogos eletrônicos e mais áreas profissionais do mercado gamer, que vão além dos atletas.

O projeto foi feito em parceria com o Grupo Cultural AfroReggae, patrocinado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro e pela Oi. E conta também com o apoio da Hyperx, que forneceu todos os periféricos gamer e o Grupo Globo que apoia a comunicação do projeto.

Jogadores profissionais de League of Legends, Hawk (esq) e DudsTheBoy (dir) foram prestigiar o evento de inauguração (Divulgação)

E para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia mais: 

Porsche anuncia o primeiro campeonato de automobilismo virtual no país

Comentários