LoL: Após denúncia de violência sexual, Riot dispensa MiT

Após denúncias de violência sexual da tatuadora Daniela Li virem a público, a publisher Riot Games decidiu descartar a possibilidade de contratação do comentarista para a próxima temporada dos campeonatos de League of Legends.

MiT faria parte do time de comentarista da liga Academy, substituta do finado Circuito Desafiante, no sistema de franquias.

A Riot, por sua vez reforçou que o comentarista não tem contrato para trabalhar para a empresa em 2021. Porém, não se sabe se a decisão foi tomada antes ou depois das acusações de hoje.

A Riot Games informa que o corpo de casters do CBLoL será divulgado nos próximos dias. A empresa confirma, contudo, que Gabriel ‘MiT’ Souza não está entre os talentos contratados para a temporada 2021 do campeonato“, disse a empresa em nota.

Após a confirmação de sua não participação nos campeonatos da Riot em 2021, MiT divulgou uma nota de esclarecimento em seu Twitter.

Quem é Gabriel “MiT” Souza?

MiT começou sua carreira no League of Legends como jogador no início do game no Brasil. MiT competiu entre 2012 e 2014. Em 2015 migrou para a função de treinador, se sagrando campeão brasileiro e disputando o Mundial em 2015 pela paiN. Desde janeiro de 2020, ele passou a integrar a equipe de transmissão da Riot, trabalhando nas duas edições do Circuito Desafiante e no All-Star.

Para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

M+ Podcast 45: Conversa com o caster Skeat

Valorant Ultimasters AOC abriu as inscrições

Entrevista+: Maestro fala sobre carreira e futuro

Vorax abre vaga de estágio em psicologia dos esports

Comentários

Everton da Silva Santana

Sou uma pessoa que gosta de fazer um pouco de tudo, amante de card games, LoL e de jogos em geral. Escrever aqui é algo novo e estou empolgado dando meu melhor sempre."Você tem medo porque definha......" - YORICK