3 filmes sobre epidemia para assistir na quarentena

Se você está em casa se perguntando o que mais pode acontecer nessa pandemia de coronavírus (COVID-19) e/ou está entediado, esta lista de filmes sobre epidemia pode ser para você. Aqui resumimos 3 filmes com níveis diferentes do problema e pontos de vista diferenciados. Por tanto, ao finalizar esta maratona, você estará apto para teorizar sobre o tema sobre diversos ângulos!

Contudo, antes de ler sobre os filmes, é importante destacarmos que se você já está muito preocupado com o cenário atual ou sofre de ansiedade ou depressão, por favor evite a leitura e passe longe destes filmes, pois podem ser gatilhos.

Epidemia (Outbreak – 1995)

Este filme nos traz a visão militar de uma epidemia. No filme, Dustin Hoffman, Kevin Spacey e Cuba Gooding Jr. são oficiais do exército americano, especializados no estudo e combate de epidemias e Morgan Freeman interpreta seu oficial superior, que tem um passado sombrio de acobertar uma forma nada ética de resolver uma epidemia na África. O problema é que 30 anos depois o mesmo vírus torna a aparecer.

Epidemia (1995)

A situação piora quando o personagem de Patrick Dempsey (sim, o McDreamy de Greys Anatomy!) decide levar ilegalmente um macaco (infectado) da África para os Estados Unidos. E neste momento do filme vira terror para o pessoal que não gosta de germes. O longa mostra várias formas “bobas” que não percebemos, mas podemos estar sendo infectados.

Assim, o vírus conquista rapidamente uma cidade, que precisa ser fechada em quarentena e passamos a acompanhar a equipe de Hoffman correndo contra o tempo para salvar a população e sua ex-mulher, que acaba sendo infectada.

Este filme tem 2h08 de duração e pode ser assistido na Netflix.

Contágio (Contagion – 2011)

Neste filme acompanhamos a visão de especialistas infectologistas civis, governos, um jornalista duvidoso e a população. Mas se prepara porque esse longa assusta pela similaridade com o cenário atual.

Dessa vez, várias pessoas que estiveram na China e por acaso cruzam caminham retornam a seus países contaminados e infectam pessoas por todo o mundo com um vírus extremamente letal. Mais uma vez há cenas fortes para quem não gosta de germes.

Contágio – 2011

Mas ninguém sabe ao certo como começou e vai ser preciso um trabalho investigativo para descobrir como a epidemia começou. É interessante ver como os infectologistas sugerem proceder e os entraves iniciais do governo tentando evitar que a população entre em pânico para não gerar caos, bem como o saber de informações que podem custar a vida da população e não poder contar, mas toda a consequência de histeria de seu vazamento. Em paralelo, acompanhamos também um homem que perde a esposa e o enteado pra doença, mas milagrosamente é imune a ela e fica extremamente protetor em relação a filha, a colocando em uma quarentena bem rígida para evitar o contágio até que a vacina seja produzida. Por fim, há também um jornalista polêmico que dissemina o pânico e busca tirar vantagem da situação oferecendo uma cura milagrosa sem qualquer embasamento científico.

Assim, vemos a população precisando realizar o isolamento social para evitar que o vírus alastre. Porém as incertezas de futuro e o pânico tomam conta tornando as pessoas inconsequentes e agressivas enquanto a situação vai escalonando.

Este filme traz diversas estrelas em seu elenco como Matt Damon, Jude Law, Kate Winslet, Gwyneth Paltrow, Marion Cotillard, Laurence Fishburne e Bryan Cranston. O filme tem 1h46 de duração e está disponível no NOW da NET, iTunes e Looke.

A Gripe (Flu – 2013)

Este filme sul coreano começa como os outros: um vírus mata em apenas 36 horas se espalha pela cidade de Bundang, próxima a Seul. Um grupo de estrangeiros entra clandestinamente na cidade dentro de um container. Todos chegam misteriosamente mortos, exceto um, que logo desaparece pela cidade. Dessa vez, temos uma visão bem dramática do que pode acontecer, bem dramática mesmo. Tudo com muito sangue, violência, choro e desespero.

A Gripe – 2013

Vamos acompanhar a história de uma estudante de medicina que está estudando vírus e epidemia, que é mãe solteira tentando se dividir entre o trabalho e a filha pequena em meio ao caos. E um bombeiro que se apaixona por ela e faz de tudo para proteger ambas.

Rapidamente o governo pede isolamento da cidade e busca separar os infectados dos saudáveis em um sistema desumanizado e violento. A mãe descobre que sua filha está infectada e tenta de toda forma esconder a doença enquanto tenta encontrar a cura.

A situação escalona absurdamente e é surreal a forma como o governo lida com o vírus. Definitivamente não é um filme para quem tem estômago fraco.

Este filme tem 1h57 de duração e pode ser assistido na Netflix.

 

Para ficar sempre por dentro de todas as novidades de jogos, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ também nas redes sociais: Facebook, Instagram e Twitter.

Leia também:

The Circle Brasil: chega na Netflix o reality show onde ninguém se vê

Universal fará lançamento simultâneo de filmes no cinema e streaming

Viúva Negra divulga duas imagens inéditas do filme

Comentários