CS:GO: Sharks suspende pancc por acusação de assédio

A yng Sharks anunciou nesta sexta-feira (8) a suspensão do jogador Fillipe “pancc” Martins pela série de acusações de assédio de menores de idade na última terça-feira (5). O jogador de 22 anos ficará suspenso por um período de 4 a 6 meses e com obrigatoriedade de acompanhamento médico.


Além disso, a organização afirmou que pancc ficará no banco com multa de 25% de seu salário. O valor descontado será doado para uma ONG que apoie mulheres vítimas de assédio virtual.



Nos últimos dias, a Sharks constituiu um júri de cinco pessoas para apurar os fatos, composto por duas mulheres e três homens. O júri confirmou a veracidade dos prints publicados. Além disso, o próprio jogador admitiu a autenticidade das conversas expostas.

Para os yng Sharks, a posição mais fácil, rápida, barata e popular seria a demissão do jogador Pancc, mas entendem que o seu papel social não se coaduna com essa posição. Uma sanção tem naturalmente um carácter sancionatório/de punição, dissuasor para o próprio e para os outros em geral. Mas deve ter acima de tudo um carácter pedagógico e tornar-se num exemplo para a sociedade”.

Pancc entrou na Sharks em novembro de 2020. Antes de entrar na equipe portuguesa, o jogador representou a W7M por três anos. Contudo, até o momento, a Sharks não divulgou o substituto do jogador.

Para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

CS:GO: kNg anuncia saída da MIBR para novo projeto

CS:GO: HEN1 pede para sair da FURIA e é colocado como reserva

Free Fire e FIFA fazem parte do campeonato estudantil de São Paulo

Comentários

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente acompanho o cenário de CS:GO.Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.