VCTBR: FURIA e Vikings vencem e avançam no torneio

No segundo dia da Fase 2 do Valorant Challengers Brazil, que aconteceu neste domingo (14). A FURIA venceu a Imperial Esports por 2 a 0 no confronto Lower do Grupo A. Já na chave do Grupo B da Lower, a Team Vikings venceu a B4 eSports por 2 a 1. Como resultado, FURIA e Vikings continuam vivas em busca da vaga para a Masters. Já as derrotadas Imperial e B4, terão uma segunda chance na Fase 3 do Valorant Challengers Brazil.

As próximas partidas da Fase 2 acontecerão no próximo sábado (20), a partir das 19h. No Grupo A, as equipes Rise Gaming e Gamelanders vão se enfrentar em busca da Masters. Em seguida, no Grupo B, a SLICK enfrentará a Vorax também valendo a vaga.

A equipe derrotada do Grupo A terá uma segunda chance em um confronto contra a FURIA no domingo (21). Em seguida, a perdedora do Grupo B enfrentará a Team Vikings.

As transmissões do próximo final de semana acontecem a partir da 19h, nos canais oficiais do Valorant Brasil na Twitch e Youtube. Confira os resultados deste domingo (14).

Imperial x FURIA

Icebox

O primeiro mapa do dia foi na Icebox, mapa de escolha da FURIA. Onde a equipe furiosa começou com um lado defensivo mais agressivo. Como resultado, lendo o jogo com facilidade e punindo os erros da Imperial. Assim fechando o half por 9 a 3.

Na virada de lado, a FURIA continuou superior. Não deixando a equipe da Imperial pontuar em seu lado defensivo. Por fim, a FURIA venceu o primeiro mapa por 13 a 3.

Ascent

Em seu mapa de escolha, a Imperial começou no lado atacante. Onde a equipe voltou para a partida e dificultou a vida FURIA neste primeiro half. Entretanto, a FURIA fechou a com uma pequena vantagem de 7 a 5 no placar.

No segundo half, a Imperial continuou vencendo os rounds pistol, mas perdendo os forçados para a FURIA. Além disso, as jogadas decisivas por parte de Gabriel “qck” Lima fizeram a FURIA superior no segundo half. Como resultado, a FURIA venceu o segundo mapa por 13 a 8.

Pós-Jogo

Na coletiva de imprensa, o jogador da Imperial, Gustavo “gustt1nha” Gabriel, respondeu sobre a composição dos agentes do mapa Icebox. Pois a Imperial optou por escolher as agentes Viper e Skye no mapa. Uma composição diferente da usual no cenário sul-americano:

Acho que é bem valido esta ideia de testar coisa nova. Ainda mais que é um campeonato que todo mundo assiste. Então tem que estar o tempo inteiro se renovando. Acredito que talvez não tenha sido a hora da gente estar jogando com essa composição. Mas tem muito chão pela frente. Vamos ainda decidir o que a gente vai fazer”.

Além disso, gustt1nha avaliou o desempenho da equipe nesta Fase 2:

Eu acho que tem muita coisa para melhorar, muita coisa para ver. Foram vários erros. E é concertar para vir mais forte para o próximo”.

No lado da FURIA, o jogador que representou na coletiva foi o argentino Agustin “nzr” Ibarra. O pro player comentou sobre a melhora da equipe na Icebox, mapa que a FURIA perdeu contra a Gamelanders na partida de estreia da Fase:

Conseguimos trabalhar cada detalhe. Fizemos mais do que no jogo da Gamelanders. Contra a Imperial, conseguimos focar mais no nosso jogo”, afirma nzr.

Por fim, o jogador respondeu sobre a preferência de pegar a Rise ou a Gamelanders nesta final Lower do Valorant Challengers Brazil:

Não temos uma preferência. A equipe que a gente for jogar, vamos olhar o seu jogo, estudar e fazer o melhor para ganhar essa vaga na Masters”.

B4 eSports x Team Vikings

Icebox

No primeiro half, a B4 não começou bem em seu mapa de escolha. Pois a Vikings consolidou sua defesa em cima do adversário, assim fechando o primeiro half por 8 a 4.

Na segunda metade, foi a vez da B4 chegar com o seu lado defensivo forte, onde dificultou a vida da Vikings e levou o confronto para o overtime. Entretanto, a Vikings foi superior na prorrogação e venceu o mapa do adversário por 14 a 12.

Haven

O mapa de escolha foi da Vikings, mas quem dominou o começo de half foi a B4. Onde a equipe abriu uma vantagem de seis pontos no half. Entretanto, em meio jogadas rápidas e disputadas, a Vikings diminuiu o placar para 7 a 5.

Na virada de lado, a B4 continuou superior, lendo com facilidade e prejudicando a economia da Vikings. Como resultado, a B4 venceu o mapa por 13 a 8 e levou o jogo para o terceiro mapa.

Bind

No mapa de decisão, a Vikings não se abalou com a derrota na Haven e fechou os spike sides da Bind. Abrindo o placar de 7 a 0 no primeiro half. Entretanto, a B4 voltou para o jogo e diminuiu o placar para 7 a 5 no fim do half.

Na virada de lado, a disputa foi acirrada entre as equipes, onde cada round era vencido no detalhe. Por fim, a Vikings teve uma pequena vantagem nas disputas individuais e fechou o terceiro mapa por 13 a 10.

Pós-Jogo

Na coletiva, o jogador Vinicius “v1nNy” Gonçalves, da B4 eSports, respondeu sobre a avaliação da equipe nesta eliminatória e lamentou pela derrota:

Esse jogo era nosso, vacilamos em várias coisas. Meu individual pecou também. Diria que a gente teve o jogo na nossa mão, mas perdemos rounds cruciais. E eles [VKS] trouxeram para eles em diversos momentos. Teve momento que a gente nesta Bind, trocamos round atrás de round, mas eles saíram como melhor. Se a gente tivesse um pouquinho mais de calma acredito que a gente sairia com vitória”.

Devido a derrota, a B4 não garante a vaga direta para a Masters, mas tem uma segunda chance na Fase 3 do Valorant Challengers Brazil. Com isso, v1nNy comenta sobre suas expectativas para a Fase:

Saímos meio que aliviados por não ter que jogar o qualify. Eu acho que a gente pode ter uma preparação maior do que os outros times. E nossa expectativa é conseguir se classificar”, ressaltou.

Já o argentino Matias “Saadhak” Delipetro, da Team Vikings, respondeu sobre o aumento da concorrência e o preparo das equipes contra a Vikings:

Então, essa semana aconteceu muita coisa com o time. Tivemos muitos problemas internos. Eu também tive muitos problemas onde morava. Então querendo ou não, caiu o nível da equipe. Mas é parte do competitivo. Na próxima semana a gente vai voltar mais forte. Sim é verdade, os times estão se adaptando a gente. Mas a gente vai reinventar essa semana e vamos para cima”.

Por fim, Saadhak respondeu se existe alguma equipe de preferência para enfrentar no próximo jogo: “Particularmente, pra mim tanto faz. Mas o time que for, vamos dar nosso máximo”, ressaltou.

Para ficar por dentro de todas as novidades de jogos, música, filmes e séries, acompanhe o Multiverso+ nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também:

CBLOL 2021: Fla sangra mas vence, FURIA volta a vencer

CS:GO: W7M Gaming anuncia Liga Universitária

VCTBR: Confira os resultados da estreia na Fase 2

Comentários

Caio Rozendo

Sempre atento no mundo do cinema, games e esports. Atualmente acompanho o cenário de CS:GO.Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi.